Com 16 pontos na tabela, Figueirense soma 6 partidas sem vitória. Bahia chegou aos 15 com o triunfo

null

O Bahia voltou a sentir o sabor da vitória neste domingo. O Tricolor derrotou o Figueirense por 3 a 1 e somou três pontos na Série A do Campeonato Brasileiro. Fato que não ocorria desde 25 de junho, quando venceu o Atlético-PR por 2 a 0. O recém-contratado Reinaldo foi de novo o herói da equipe baiana. Após estrear anotando o gol de empate contra o Vasco (1 a 1), o veterano fez o primeiro da vitória deste domingo.

Na próxima rodada, o adversário do Bahia, agora com 15 pontos, será o São Paulo, no Morumbi. Já o Figueirense, há seis partidas sem ganhar e estacionado nos 16 pontos, receberá o Botafogo.

O jogo
Jogando em casa, o Bahia começou o duelo ditando o ritmo. Com Jóbson e Reinaldo no ataque, a equipe tricolor tentou furar o bloqueio catarinense de qualquer maneira, mas encontrou muita dificuldade.

Do outro lado, o Figueira - após amenizar o ímpeto dos mandantes - equilibrou a partida, tramou algumas jogadas de perigo, mas mesmo assim foi ao intervalo em desvantagem.

Na marca dos 42 minutos, o lateral esquerdo Ávine pegou a sobra e mandou para a área. O experiente Reinaldo, bem posicionado, arrematou para as redes. Foi o segundo tento do atacante em dois jogos. No meio da semana, ele marcou o gol de empate contra o Vasco (1 a 1).

Reinaldo comemora com os companheiros o primeiro do Bahia na partida em Pituaçu
AE
Reinaldo comemora com os companheiros o primeiro do Bahia na partida em Pituaçu
Na etapa final, o técnico Renê Simões colocou o Bahia ainda mais no ataque. O jovem atacante Gabriel entrou no lugar do meia Carlos Alberto. E a fórmula surtiu efeito.

Encurralado, o Alvinegro errou, aos 19 minutos, na saída de bola e Jóbson se aproveitou. O camisa 11 deu dois cortes e chutou forte. A batida saiu por cima, mas animou os torcedores no Pituaçu, que viriam a comemorar sete minutos depois.

Ricardinho (lembrando os áureos tempos de Corinthians) deu um lançamento primoroso para Ávine. O lateral tirou do goleiro Wilson e aumentou: 2 a 0 Bahia.

Na parte final do confronto, o Bahia sentiu o cansaço e abriu caminho para o Figueirense, que acertou a trave aos 38 e descontou aos 39 minutos. Héber bateu duas vezes, venceu o goleiro Marcelo Lomba e incendiou.

No entanto, quando o Figueira parecia perto da igualdade, os mandantes contragolpearam com velocidade e decretaram. Jones deixou sua marca e definiu em Salvador.

FICHA TÉCNICA - BAHIA 3 X 1 FIGUEIRENSE

Local: Estádio Pituaçu, em Salvador (BA)
Data: 31 de julho de 2011, domingo
Horário: 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira
Auxiliares: João Nobre Chaves e Herman Brumel Vani
Cartões amarelos: Paulo Miranda e Jones (Bahia); Túlio (Figueirense)

GOLS: BAHIA: Reinaldo, aos 42 minutos do primeiro tempo, Ávine, aos 27 minutos do segundo tempo e Jones, aos 45 minutos do segundo tempo

FIGUEIRENSE: Wellington, aos 39 minutos do segundo tempo

BAHIA: Marcelo Lomba, Marcos (Fabinho), Paulo Miranda, Titi e Ávine; Fahel, Marcone, Ricardinho e Carlos Alberto(Gabriel); Reinaldo e Jobson
Técnico: René Simões.

FIGUEIRENSE: Wilson, Coutinho, João Paulo, Edson Silva e Juninho; Ygor, Túlio, Pittoni (Helder) e Elias; Julio César e Aloísio (Wellington)
Técnico: Jorginho.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.