Tamanho do texto

Jogadores destacaram que vestir a amarelinha é um sonho e que não fariam o que o gremista fez

selo

O pedido de dispensa de Mário Fernandes pegou a seleção brasileira de surpresa. O jogador do Grêmio , que ficou na reserva de Danilo no jogo de ida do Superclássicos das Américas, foi mais uma vez chamado por Mano Menezes para a partida desta quarta-feira, em Belém, novamente contra a Argentina. O gremista, porém, decidiu não se apresentar ao treinador nesta segunda-feira.

Os jogadores da seleção pareceram não entender a atitude do jovem, que fazia parte dos planos de Mano Menezes para os Jogos Olímpicos de Londres, no ano que vê. Novato na seleção, o zagueiro Emerson, do Coritiba , afirmou que jamais abriria mão de vestir a camisa da seleção. "Pra mim, sempre será um motivo de orgulho ser convocado."

Pouco antes do treino da noite no Mangueirão, o primeiro do grupo em Belém, Diego Souza chegou a afirmar que "todo atleta sonha com a seleção brasileira." Logo depois, indagado sobre o 'não' de Mário Fernandes, teve de se corrigir. "A gente lamenta, nem sei o que dizer."

Mário Fernandes alegou que não disputará o amistoso por motivos "estritamente pessoais". O jogador do Grêmio surpreendeu ao não embarcar para Belém no horário previsto para se juntar à seleção, às 5h30. O atleta chegou a receber uma outra passagem da CBF, com o voo remarcado, mas informou que não se apresentaria para o jogo.

Mano desconvocou o lateral do Grêmio e não chamou ninguém para o lugar dele. O treinador só concederá entrevista na terça-feira.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.