Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Recuperado, Guilherme vê jogo contra o Figueirense como recomeço

Contratação mais cara do Atlético-MG, atacante esteve em campo somente em seis das 14 jogos no Brasileiro

Victor Martins e Renan Rodrigues, iG Esporte |

Apresentado como presente de aniversário de 103 anos do Atlético-MG e contratação mais cara da história do clube , o atacante Guilherme está recuperado de sua segunda lesão muscular e vai ficar no banco de reservas na partida contra o Figueirense . Presente em apenas seis dos 14 jogos do clube no Brasileirão, o camisa 9 sabe que está devendo com a camisa alvinegra.

Siga o iG Atlético-MG no Twitter e receba todas as informações do seu time

Flickr/Clube Atlético Mineiro
Guilherme tem seis jogos pelo Atlético-MG e marcou somente um gol

Entre para a Torcida Virtual do Atlético-MG e convide seus amigos

O jogador lamenta o longo período de inatividade por conta de lesões , por isso projeta um recomeço com a camisa do Atlético-MG a partir do jogo com o Figueirense. “Acho que o maior incômodo para os atletas são as lesões. Para mim vai ser mais um recomeço, estou bem preparado, focado e agora é esperar a oportunidade de novamente estar em campo e poder fazer os gols. Tudo depende do nosso treinador, mas tenho feito os trabalhos em alto nível e me sinto pronto para jogar”.

Quando estiver bem fisicamente e com ritmo de jogo, a tendência é Guilherme formar a dupla de ataque com André . Somente os dois custaram ao Atlético-MG 70% do valor que o clube investiu em reforços para 2011. Se André já dá retorno ao time alvinegro , Guilherme respeita os companheiros, mas diz que vai buscar a condição de titular.

“Seria bom (fazer dupla com André), tudo para ajudar o Atlético-MG a sair desta situação. Mas não podemos também desmerecer os outros atacantes. Eles estão contribuindo, cada um na sua função. Mas acho que a dupla é possível, basta a gente treinar”.

E somente treinando que a dupla vai ter chance de ser titular. Segundo o técnico Dorival Júnior , não existe outra alternativa para que o ataque do Atlético-MG seja formado por Guilherme e André. “Se fizerem por merecer em treinamentos é normal. Mas o Guilherme está voltando de uma lesão e está entrando na mesma condição que o André entrou inicialmente. Vamos tentar usá-lo dentro de uma necessidade, é um jogador mais experiente e vivido, com uma capacidade técnica muito boa”.

Somente no ataque
Reconhecidamente um jogador de boa técnica e visão de jogo, Guilherme é capaz de fazer a função de um meia-armador, que ainda é um alvo da diretoria do Atlético-MG. Embora já tenha atuado assim algumas vezes, o jogador descarta deixar o ataque, com exceções. “Numa eventual partida sim, poderia jogar como meia, apenas em determinadas situações. Mas ser o camisa 10 definitivo não”, explicou Guilherme.

Leia tudo sobre: Atlético-MGBrasileirão 2011Guilherme

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG