Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Reclamações contra arbitragem dominam final do Goiano

Atleticanos reclamaram de expulsões, enquanto o Goiás se queixou do gol de empate marcado pelo rival

Gazeta |

A eletrizante partida entre Atlético-GO e Goiás, válida pelo primeiro duelo da final do Campeonato Goiano, teve grande participação do árbitro Eduardo Tomaz, que não parece ter agradado lado algum. Para os atleticanos, as expulsões de Pituca e Agenor foram injustas, enquanto os esmeraldinos reclamam do gol de empate do rival.

Para o volante Ramalho, Tomaz teve influência no resultado. "Não tem muito o que falar, mas sabíamos que isso ia acontecer. Nós nos superamos dentro de campo, mas tem gente que não quer ver o Atlético campeão, bradou exaltado.

Já o técnico PC Gusmão preferiu elogiar a partida dos "nove guerreiros" que restaram no gramado. "Na sexta-feira eu já havia falado que era muita pressão em cima dele, mas prefiro não comentar a atuação dele. Prefiro falar do grande jogo que fizeram os meus atletas, sem eu, Agenor e Pituca", comentou.

Do outro lado, quem contestou a atuação do juiz foi o meia Robert, que alegou falta no lance confuso do gol atleticanos. "Foi falta clara em cima de mim ali, todo mundo viu. Fui puxado", afirmou.

Enquanto isso, Artur Neto fez questão de lembrar a superioridade do Goiás, mesmo antes das exclusões. "Acho que foiram claros os lances das expulsões. Mas queria lembrar que mesmo antes de eles ficarem com nove, fomos superiores", encerrou.

Leia tudo sobre: atletico-gogoiáscampeonato goiano 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG