Volante assistiu um vídeo com jogadores torcendo para que o jogador continuasse na equipe carioca

O volante Marcelo Mattos já foi até capitão do Botafogo em 2011, mas na manhã desta quarta-feira, o jogador foi 'reapresentado oficialmente' pela diretoria, após ter sido comprado em definitivo do Panathinaikos, da Grécia , e assinar novo contrato até 2016. Antes do jogador começar a coletiva, um vídeo produzido pelo departamento de marketing com depoimentos de jogadores e funcionários torcendo por sua permanência emocionou o volante.

Siga o iG Botafogo no Twitter e receba todas as informações do seu time em tempo real

Ao lado do vice-presidente de futebol do Botafogo, André Silva, Marcelo Mattos recebeu um quadro da diretoria e não segurou as lágrimas ao falar sobre a possibilidade de seguir no Botafogo.

"Um dos dias mais difíceis para mim, foi quando fui pra Grécia. Chegar no aeroporto e em alguns momentos pensar que teria que deixar minha casa, o lugar que abriu as portas para mim e pensar que tudo aquilo só seria um passado, foi muito complicado", declarou Marcelo Mattos, que também agradeceu os esforços financeiros da diretoria para sua contratação.

Entre para a Torcida Virtual do Botafogo e convide seus amigos

Além do próprio Botafogo, o jogador também agradeceu ao técnico Jesualdo Ferreira, do Panathinaikos, que entendeu seu desejo em permanecer no Brasil e convenceu a diretoria.

Marcelo Mattos recebe quadro das mãos do vice-presidente de futebol, André Silva
Satiro Sodré/Divulgação AGIF
Marcelo Mattos recebe quadro das mãos do vice-presidente de futebol, André Silva

"O treinador do Panathinaikos contava comigo, mas na primeira conversa que tivemos por telefone, e depois pessoalmente, ele viu que não teria um jogador feliz para ajudar. Sou profissional ao máximo, mas tentei passar as dificuldades que teria pela minha família estar adaptada, minha vontade em ficar. Ele conseguiu entender isso e facilitou as coisas para mim. Não fosse o treinador, a diretoria não iria me liberar", revelou o volante do Botafogo.

Treinando com o grupo desde a última sexta-feira, o jogador pode fazer a reestreia justamente contra o Corinthians, equipe onde apareceu para o futebol brasileiro. O volante aguarda a liberação dos documentos e regularização no Boletim Informativo Diário (Bid) da CBF.

"A esperança é de que possa dar tudo certo com os documentos para já jogar. Vou voltar justamente contra uma equipe que fui campeão brasileiro e sei que será um jogo muito difícil contra um líder da competição. Vamos buscar vencer, pois estamos jogando em casa", disse Mattos.

Confira outros trechos da entrevista:

Homenagem
"É sempre bom receber uma homenagem muito legal como essa. Tudo que faço, faço para mim e para eles (jogadores) também. Procuro fazer meu máximo, procuro conversar e ajudar os mais jovens, o que estiver ao meu alcance para ajudar os jogadores e o botafogo eu vou fazer".

Volta ao Brasil
"Voltei da Grécia para ver se retornava o prazer de jogar futebol de novo. Junto com tratamento psicológico e medicação, mas não consegui em um ano de Corinthians me firmar. Aqui, só de abrir a porta e conversar com os funcionários, me senti bem. Por isso o medo de deixar essa casa que me acolheu tão bem. Desde três, quatro meses, já sabia que queria ficar no Botafogo".

Contrato longo
"É um trabalho inteligente da diretoria. No ano passado, poderíamos ter chegado mais longe, mas tivemos muitas lesões. Creio que em breve o Botafogo vai ter resultado, a equipe vai jogar junto por muito tempo. Espero dar alegrias à torcida junto com companheiros".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.