Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Real Madrid recebe o Barcelona em início de série histórica

Equipes jogam a primeira partida de série de quatro confrontos em 18 dias, por três torneios diferentes

Gazeta Esportiva |

Costuma-se dizer que Real Madrid e Barcelona fazem uma disputa à parte no Campeonato Espanhol, já que, juntos, eles conquistaram 51 das 77 edições disputadas. Neste ano, a competição se acirrou ainda mais graças a uma coincidência histórica: em apenas 18 dias, as duas equipes irão se enfrentar quatro vezes, por três torneios diferentes (Copa do Rei, Copa dos Campeões). A maratona de superclássicos espanhóis começa neste sábado, quando o Real recebe o grande rival no Santiago Bernabéu, às 17 horas (de Brasília), pela 32ª rodada da Liga. Quatro dias depois os times se reencontram na final da Copa do Rei e, posteriormente, haverá dois confrontos pelas semifinais da Liga dos Campeões da Europa.

Teoricamente, o duelo deste sábado será aquele com menor importância entre os quatro, uma vez que a diferença de oito pontos do líder Barcelona (84 a 76) tornou muito difícil uma reação madrilenha na reta final. No entanto, o Real Madrid terá a missão de devolver a goleada sofrida no primeiro turno, quando os blaugranas venceram por inapeláveis 5 a 0 no Camp Nou, com gols de Villa (dois), Xavi, Pedro e Jeffren.

Apesar de ter mantido o seu alto investimento na contratação de jogadores badalados, como Cristiano Ronaldo e Kaká, o Real Madrid ganhou o seu último título em 2008, quando foi campeão espanhol. Desde então, os merengues amargam uma seca de títulos, enquanto o Barcelona venceu um Mundial de Clubes, uma Copa dos Campeões da Europa, uma Supercopa Europeia, dois Campeonatos Espanhóis, uma Copa do Rei e duas Supercopas da Espanha.

AP
Cristiano Ronaldo, astro do Real Madrid, nunca venceu o Barcelona
"Não posso pensar que o Real Madrid passe dois ou três anos sem ganhar nada. Estamos falando do maior clube do mundo. No ano passado não ganhamos nada, mas espero que neste e no próximo consigamos alguma coisa, já que temos um técnico e jogadores fantásticos", declarou Cristiano Ronaldo, astro maior dos galácticos madrilenhos.

Vindo de uma vitória por 1 a 0 sobre o Tottenham na Inglaterra, que garantiu ao clube a vaga para as semifinais da Copa dos Campeões, o Real Madrid tem grandes chances de repetir a sua escalação, apesar de o técnico José Mourinho ainda fazer mistério sobre os onze iniciais.
Caso siga o que realizou nos últimos treinamentos Mourinho manterá a equipe merengue com laterais marcadores (Sergio Ramos, na direita, e Arbeloa, na esquerda) e apostará mais uma vez no brasileiro Marcelo atuando mais a frente, como um meio-campista, ao lado do alemão Ozil. No ataque, Adebayor ganhou moral com o bom desempenho contra o Tottenham, mas pode ceder lugar para Benzema, que retornou de lesão na última partida.

Pelo lado do Barcelona, que garantiu a vaga às semifinais da Copa dos Campeões após um resultado agregado de 6 a 1 (5 a 1 na Espanha e 1 a 0 na Ucrânia), o estilo ofensivo que vem fazendo sucesso nos últimos anos será mantido, com destaque para o trio formado por Messi, Pedro e Villa. Na defesa, Puyol foi relacionado após passar três meses parado, mas a possibilidade de o capitão ser titular é remota.
Contrariando o retrospecto recente, o técnico Pep Guardiola transferiu a responsabilidade do resultado para o adversário afirmando que "este Real Madrid é melhor do que o do primeiro turno" do Espanhol e, por isso, pode ser considerado favorito na partida.

No duelo de Madri, as atenções estarão voltadas para os atacantes Cristiano Ronaldo e Lionel Messi. Astros de suas equipes, os dois, curiosamente, carregam marcas negativas contra seus adversários. Enquanto o português jamais venceu o Barcelona em seis duelos (quatro pelo Real Madrid e dois pelo Manchester United), o argentino nunca derrotou um time comandado por José Mourinho.

FICHA TÉCNICA
REAL MADRID-ESP x BARCELONA-ESP

Local: Estádio Santiago Bernabéu, em Madri (Espanha)
Data: 16 de abril de 2011, sábado
Horário: 17 horas (de Brasília)
Árbitro: Cesar Muniz Fernández

REAL MADRID: Casillas; Sergio Ramos, Ricardo Carvalho, Albiol e Arbeloa; Khedira, Xabi Alonso, Marcelo e Ozil; Cristiano Ronaldo e Adebayor.
Técnico: José Mourinho

BARCELONA: Valdés; Daniel Alves, Piqué, Busquets (Puyol) e Maxwell; Keita, Xavi e Iniesta; Messi, Pedro e David Villa.
Técnico: Pep Guardiola

Leia tudo sobre: futebol mundialespanhareal madridbarcelona

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG