Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Real Madrid denuncia "humilhações, insultos e agressões" do Barcelona

O time espanhol já havia dito qie não iria falar mais das confusões da Supercopa da Espanha, mas mudou de ideia

EFE |

O Real Madrid denunciou em comunicado que sofreu "provocações, humilhações, insultos e agressões" do Barcelona na partida de volta da Supercopa da Espanha, após saber que o Comitê de Competição da Federação julgará José Mourinho e Tito Vilanova, auxiliar de Josep Guardiola, pela confusão após o jogo.

Depois de ser informado da investigação aberta, o Real Madrid afirmou que "optou em um primeiro momento por uma linha de prudência e responsabilidade para não alimentar o clima de tensão". Porém, o clube expressou nesta terça-feira "sua surpresa pelo fato de que esta investigação seja aberta cinco dias depois da partida, e curiosamente poucas horas depois que o presidente do Barcelona a reivindicasse publicamente à Federação Espanhola de Futebol".

Por isso, o clube merengue pede em seu comunicado que sejam averiguados a fundo os comportamentos antidesportivos de seu rival. "O Real Madrid espera que a investigação continue e sirva de oportunidade para esclarecer absolutamente todos os fatos ocorridos. Entre eles as provocações, humilhações, insultos e agressões que tiveram que suportar os jogadores, corpo técnico e demais membros de nossa equipe no campo de jogo e também no túnel de vestuários", informou a nota.

O comunicado destaca ainda que o Real Madrid "continuará trabalhando em defesa dos valores inerentes à entidade e sempre pela maior colaboração possível entre todos os clubes e instituições do mundo do futebol".

Leia tudo sobre: futebol mundialespanhabarcelonareal madridmourinho

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG