Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Real já tem dinheiro para pagar à vista, mas não convence Neymar

Clube decide pagar multa rescisória de uma vez, mas sabe que interesse do Barcelona seduz o atacante

Samir Carvalho, iG Santos |

A disputa dos rivais espanhóis Barcelona e Real Madrid pelo atacante Neymar ganha novos episódios. O clube merengue, que pretendia pagar os 45 milhões de euros (cerca de R$ 101,2 milhões) de forma parcelada ao Santos , recebeu o apoio de investidores para pagar à vista.

No entanto, o iG apurou que, agora, o Real enfrenta o sonho de Neymar em jogar no Barcelona. O atacante, inclusive, já confidenciou o desejo aos seus representantes e a amigos, até na Argentina, onde disputa a Copa América .

Para marcar ainda mais presença na negociação, o Barcelona pretende enviar representes ao Brasil nos próximos dias, a fim de negociar com o Santos e o staff de Neymar.

Desta forma, o atleta pode não cumprir o acordo fechado com o Real Madrid. O iG obteve a informação de que o documento foi assinado na segunda semana de junho. Nele, Neymar aceita a proposta salarial do Real . Porém, o interesse do Barcelona, que era apenas superficial na época, “esquentou” nas últimas semanas.

O pai do atleta, Neymar da Silva Santos, esteve reunido com o presidente do Barcelona, Sandro Rosell na Argentina. Se não bastasse, o presidente do Santos, Luís Álvaro de Oliveira Ribeiro, esteve na Espanha na semana passada para ouvir pessoalmente os planos do Barcelona.

O empresário do jogador, Wagner Ribeiro, responsável pelos contatos com o Real Madrid, desdenha da proposta do rival . Por isso, o Barcelona não negocia com o agente, já que sabe da preferência do empresário pelo clube merengue. Além disso, Ribeiro é a principal aposta do Real para convencer Neymar a desistir do Barcelona.

Enquanto o pai do jogador não demonstra preferência por nenhum clube nas negociações, o Santos é a favor do Barcelona. O projeto do clube catalão em levar Neymar apenas em julho de 2012 agrada muito aos dirigentes santistas, tanto que Luís Álvaro interrompeu suas férias de dez dias em Paris, na França, e viajou para a Espanha para se reunir com representes do Barcelona.

Joga contra o clube catalão o desejo dos dirigentes em pagar a multa rescisória ao Santos e a Neymar apenas no ano que vem, quando a negociação for concretizada.

Leia tudo sobre: SantosNeymarBarcelonaReal Madridfutebol mundial

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG