Candidato à presidência do clube acredita que os problemas do Palmeiras devem ser discutidos internamente

Candidato à presidência do Palmeiras, Paulo Nobre prega uma mudança de postura no Palestra Itália. Ele considera que os problemas do Verdão deveriam ser resolvidos internamente, evitando grandes polêmicas nos meios de comunicação. Isso inclui o recente entrevero do meia Valdívia com a diretoria e o técnico Luiz Felipe Scolari.

Na noite desta segunda-feira, Paulo Nobre expôs seu plano de governo a conselheiros em uma reunião no Palestra Itália. Ao ser informado pela reportagem sobre a postura de Valdívia, o candidato tomou um susto e colocou imediatamente a mão na cabeça.

"Meu Deus, o que ele falou? Nossa, agora só falta o Felipão se recusar a trabalhar com o jogador", lamentou.

Durante a palestra aos "eleitores", Paulo Nobre defendeu os trabalhos do Conselho Deliberativo na definição do Código de Ética do clube. Em um dos tópicos do futuro documento, os dirigentes passariam a ter responsabilidade pelas declarações públicas.

Afinal, a declaração de Valdívia também pode ser considerada um reflexo dos desmandos no comando do Palestra Itália. "Antes de qualquer coisa, nós temos de respeitar a instituição", opinou Paulo Nobre.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.