Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Rafael revela preocupação do Santos com gramado sintético

Goleiro do time santista vê dificuldade contra o Juan Aurich, mas acredita na segunda vitória do time na Libertadores

Gazeta |

AE
Rafael mostra preocupação com o gramado sintético no Peru
O Santos já iniciou a sua preparação para o jogo contra o Juan Aurich (Peru), na próxima quinta-feira, em Chiclayo. Visando ambientar os seus atletas ao gramado sintético do Estádio Elías Aguirre, onde a partida será disputada, o técnico Muricy Ramalho comandou uma atividade no CT Meninos da Vila, normalmente utilizado pelas categorias de base do Peixe. O local possui um campo com grama artificial, dentro dos padrões exigidos pela Fifa.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

Após o treinamento, o goleiro Rafael admitiu que existem algumas diferenças importantes entre o gramado natural e o campo sintético. "Tem diferença, sim. A bola prende um pouco mais no gramado, o jogo fica mais lento. Por isso, foi importante treinar aqui hoje (segunda). A gente trabalha para se adaptar. Agora, temos que ver como é o campo lá no Peru. No reconhecimento (do gramado no Elías Aguirre) vamos saber como é", afirmou.

Leia mais: Neymar não vê Barça entalado e diz que faltam dois títulos pelo Santos

Mesmo com as diferenças entre um campo natural e outro de grama artificial, o arqueiro santista reconheceu que os problemas de adaptação serão bem menores em comparação ao que o Peixe enfrentou para jogar diante do The Strongest (Bolívia), no último dia 15, em La Paz, na estreia da Copa Libertadores da América. A capital boliviana está localizada a uma altitude de 3.660 metros.

Confira ainda: Muricy pede mesmo empenho do duelo contra Inter ante o Juan Aurich

"Jogar em um campo sintético atrapalha menos do que a altitude, sem dúvida. Ao meu modo de ver, teremos menos dificuldades jogando lá (no Peru, com a grama sintética) do que com a altitude. Temos que tomar cuidado tanto na transição quanto nos toques de bola", comentou Rafael.

Durante a atividade desta segunda, Muricy comandou um treino de jogadas ensaiadas, após um rachão, que durou cerca de 50 minutos. No treinamento técnico, os jogadores faziam triangulações antes dos cruzamentos serem efetuados pela linha de fundo, com destino aos atacantes. Ao final do treino, o comandante alvinegro colocou os seus atletas para aprimorarem as finalizações.

Leia tudo sobre: Libertadores 2012SantosRafaelJuan Aurich

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG