Tamanho do texto

Time paulista é o líder do grupo 1 da Libertadores com nove pontos e tenta a sua quarta vitória seguida na competição

selo

Líder do Grupo 1 da Libertadores, com nove pontos em quatro partidas, o Santos vai em busca de sua quarta vitória seguida na competição diante do Internacional, nesta quarta-feira, às 21h50, no Beira-Rio. Um resultado positivo garante a classificação do time paulista à segunda fase e complica a vida dos gaúchos, que permaneceriam com sete pontos, brigando pela última vaga da chave com o Juan Aurich.

Leia mais:
Muricy elogia Inter, mas descarta jogar na retranca no Beira-Rio

Rafael mostra preocupação com o gramado sintético no Peru
AE
Rafael mostra preocupação com o gramado sintético no Peru
"Vamos jogar com humildade, procurar vencer e complicar. Se possível, até eliminar o Inter seria melhor. É uma equipe que tem camisa e experiência em Libertadores", declarou o goleiro Rafael , já projetando uma possível partida decisiva para o Inter na última rodada do grupo, diante do Juan Aurich, no campo sintético do estádio Elías Aguirre. "Com o Santos ganhando, obrigamos eles (Internacional) a ganharem do Juan Aurich no campo de 'carpete'", completou.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

Para alcançar este objetivo, Rafael pediu que o Santos repita a atuação da primeira partida entre as equipes, quando venceu por 3 a 1 com show do atacante Neymar. Na ocasião, o técnico do Inter, Dorival Júnior, foi muito criticado por escalar uma equipe defensiva, com três volantes, mas o goleiro santista minimizou a opção do treinador e fez questão de exaltar sua equipe.

Confira ainda: Ganso diz que objetivo do Santos é eliminar o Inter

"Não foi o Internacional que jogou mal, mas o Santos que jogou muito bem. Marcamos muito forte e abrimos a vantagem de 2 a 0. Quando tomamos o gol, o jogo ficou mais difícil, mas fizemos o terceiro. Vai ser um jogo belíssimo", avaliou.

E mais: Muricy lamenta escalação de juiz que processou Neymar contra o Inter

Nem mesmo a pressão da torcida gaúcha, que promete lotar o Beira-Rio, parece incomodar Rafael . "Estamos concentrados no jogo e esse tipo de coisa, a torcida, não entra em campo. Não estamos preocupados nem com a torcida nem com o barulho, mas sim com a qualidade do time do Internacional. Jogo lá é sempre difícil e exige muito do goleiro. A equipe do Inter é uma das melhores do Brasil", comentou.

Entre para a torcida virtual do Santos: