Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Rafael Moura revela conversas sobre Libertadores na concentração

Competição sul-americana foi tema da primeira reunião com o diretor-executivo Rodrigo Caetano

Renan Rodrigues, enviado iG a Mangaratiba |

A contratação de jogadores para um elenco grande e a prioridade do técnico Abel Braga, que escalará reservas em jogos do Campeonato Carioca, deixa claro o grande sonho do Fluminense em 2012: conquistar a Copa Libertadores pela primeira vez. E o torneio também virou tema de bate-papo no hotel Portobello, onde a equipe realiza a pré-temporada.

Com três campeões no elenco - Rafael Sóbis, Edinho e o próprio técnico Abel Braga -, os outros atletas pedem dicas e ouvem como é a emoção de levantar a taça sul-americana. O assunto virou rotina nos corredores em Mangaratiba.

Mercado da Bola: Veja as últimas transferências do futebol brasileiro

"Em cada canto da concentração, todo mundo têm falado em Libertadores. Batemos na trave uma vez e a gente sabe que os times que ganharam, chegaram aos poucos até o título. Na primeira reunião com o Rodrigo Caetano, ele até frisou essa questão. Mas temos que jogar todas as competições com motivação,até para dar confiança. A gente quer fazer uma primeira fase boa para decidir em casa", declarou o atacante do Fluminense.

Leia mais: Anúncio de Thiago Neves pelo Fla depende de depósito de R$ 6,8 mi

Photocamera
Rafael Moura quer repetir bom desempenho do ano passado nesta Copa Libertadores

Porém, para Rafael Moura, o Fluminense não pode encarar a competição como uma obsessão, como se fosse a última chance de conquistar o torneio sul-americano. Para o atacante, a tranquilidade também é uma das chaves do sucesso na competição.

Veja mais: Hospedados em hotel de luxo, jogadores do Flu tietam famosos

"Acho que a gente não pode pensar como uma obsessão. Como bom mineiro que sou, acho que a gente tem que ir devagar. Tivemos a experiência no ano passado, ganhamos no Engenhão, mas não conseguimos conduzir a classificação no Paraguai. Agora estamos mais calejados. Como o Fluminense está disputando sempre, pode e deve pensar no título", destacou Rafael Moura.

Veja também: 'He-man' acha que pode recuperar vaga de titular na Libertadores

Artilheiro do Fluminense na última Copa Libertadores, com quatro gols, o atacante acredita que se destaca mais nas competições sul-americanas. "Me sinto muito bem nas competições internacionais. Fiz gol em 2006 com o Corinthians, bati na trave com o Goiás e fui artilheiro com o Fluminense. Gosto de jogar em campo pequeno, jogo mais físico. E temos jogadores assim também no elenco", finalizou Rafael Moura. 

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG