Goleiro foi muito criticado por ter levado quatro gols contra Figueirense e segurou empate em São Paulo

nullO goleiro Rafael foi um dos principais responsáveis pelo empate do Cruzeiro com o Palmeiras no Pacaembu . Já nos acréscimos, o camisa 1 defendeu uma penalidade de Marcos Assunção e assegurou o empate em 1 a 1. Rafael desabafou depois da partida, já que havia sido muito criticado depois da derrota para o Figueirense.

Siga o iG Cruzeiro no Twitter e receba todas as informações do seu time em tempo real

Durante a partida no Pacaembu, Rafael mostrou insegurança em alguns lances. Mas, já nos acréscimos, o goleiro mostrou que tem seu valor. Defendeu cobrança de pênalti de Marcos Assunção, um especialista em bolas paradas. “Sabemos que ele (Marcos Assunção) é muito bom e bate cruzado. Esperei sair e tentei esticar a perna para pegar. A bola veio forte e pude ajudar o time”, disse Rafael sobre o lance.

Veja a classificação do Campeonato Brasileiro

O goleiro preferiu valorizar o esforço de todo o grupo a se vangloriar pelo lance. “Pude ajudar o time defendendo o pênalti. Mas todo o grupo correu, se dedicou e graças a todos nós pudemos sair com o empate”, explicou.

Entre para a torcida virtual do Cruzeiro e convide os seus amigos

Depois do jogo, o goleiro desabafou. “Infelizmente tomei quatro gols no jogo de quarta-feira. Acho que não falhei. Recebemos criticas e cobranças por ter tomado quatro gols. Graças a Deus pude mostrar minha qualidade também”, afirmou.

O técnico Emerson Ávila elogiou a atuação de seu jovem comandado. “Rafael fez um bom jogo. Goleiro que apostamos muito. Cruzeiro forma goleiros, sempre formou bons jogadores nessa posição e confiamos muito nele”, disse o treinador cruzeirense.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.