O PC Gusmão sabe que não sou violento , diz Leandro Euzébio - Futebol - iG" /
Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

O PC Gusmão sabe que não sou violento, diz Leandro Euzébio

Zagueiro rebate vascaíno Nunes, diz que não deu cotovelada no rival e lamenta repercussão sobre lance ocorrido no clássico entre Fluminense e Vasco

Marcello Pires, iG Rio de Janeiro |

Fluminense e Vasco se enfrentaram no domingo passado, mas para Nunes e Leandro Euzébio o clássico parece não ter fim. Envolvidos numa confusão na área do Fluminense logo após a partida, os jogadores bateram boca e se não fosse a "turma do deixa disso", a situação poderia ter ficado pior. Porém, mais de quatro dias depois, o bate boca continua.

A repercussão do episódio começou na terça-feira quando Nunes acusou o zagueiro do Fluminense de ser desleal e prometeu que eles ainda vão se reencontrar. Indignado com a comentário do colega de profissão, Leandro Euzébio criticou a atitude do atacante do Vasco.

Ele foi infeliz na declaração. Como eu vou dar uma cotovelada  se estava atrás dele? Ele me acusou de jogador violento como se tivéssemos nos enfrentando várias vezes. Essa foi a primeira vez que eu enfrentei ele. Ele tem que perguntar ao PC Gusmão que trabalhou comigo por dois anos se eu sou violento, lamentou o zagueiro do Fluminense.  

Leia tudo sobre: campeonato brasileirofluminensefutebol

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG