Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

'Quero ser solução e não problema para França', diz lateral Evra

Jogador do Manchester United estava suspenso da seleção por causa de polêmica na Copa do Mundo de 2010

AE |

selo

De volta à seleção francesa nove meses após a Copa do Mundo, na qual defendeu o seu país pela última vez, o lateral-esquerdo Patrice Evra declarou nesta quarta-feira que quer "ser uma solução e não um problema". Ele retorna depois de cumprir suspensão por causa das polêmicas ocorridas durante o Mundial da África do Sul.

O atleta do Manchester United foi um dos líderes da greve dos jogadores, que se recusaram a participar de um treinamento durante a competição. Eles se revoltaram com a exclusão do atacante Nicolas Anelka do elenco, após insultar o técnico Raymond Domenech. Com isso, acabou sendo suspenso pela federação local por cinco partidas e acabou perdendo espaço entre os convocados.

"Quero virar a página. Quero ser uma solução e não um problema para a equipe. Quando alguns veem Evra já pensam no Mundial, mas não vou me render. Vou lutar como sempre faço. Sei que o mais difícil está por vir. Estou de volta ao plantel para jogar e vencer com meu país", afirmou o jogador, em entrevista coletiva.

Mesmo após o término da punição, Evra vinha sendo preterido pelo técnico Laurent Blanc, que optava pela convocação de Clichy, do Arsenal, e Abidal, do Barcelona, para a lateral esquerda. Com o afastamento de Abidal, que se recupera de uma cirurgia para a retirada de um tumor no fígado, o jogador do Manchester voltou a ter espaço.

Ele poderá ser titular da equipe francesa que enfrenta Luxemburgo, nesta sexta-feira, pelas Eliminatórias da Eurocopa de 2012, e Croácia, na próxima terça-feira, em amistoso. A França lidera o Grupo D das Eliminatórias, com nove pontos, um a mais que a Bielo-Rússia, segunda colocada.

Leia tudo sobre: futebol mundialfrançainglaterraevra

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG