Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Quatro expulsões em dois jogos não preocupam o Grêmio

Rodolfo, André Lima, Carlos Alberto e Renato Gaúcho foram punidos por juízes

Hector Werlang, iG Porto Alegre |

Futura Press
Carlos Alberto levou vermelho contra o Cruzeiro
O que era raro passou a ser rotina no Grêmio. Nos últimos dois jogos do Gauchão, três jogadores foram expulsos: Rodolfo, André Lima e Carlos Alberto. O técnico Renato Gaúcho também levou cartão vermelho. Motivo de preocupação? Não, de reclamação da arbitragem.

Na tarde desta terça-feira, o assessor de futebol César Cidade Dias irá à Federação Gaúcha de Futebol conversar com o presidente Francisco Novelletto. Ele irá protestar contra a atuação dos juízes.

“Falarei após o encontro. Agora, os jogadores não nos preocupam. Foram casos pontuais”, disse César.

A ideia não é formalizar um protesto ou veto a algum árbitro, mas, sim, debater o assunto. Na Libertadores, em nenhuma das cinco partidas, a equipe ficou com um a menos.

Na decisão da Taça Piratini, contra o Caxias, Rodolfo e André Lima receberam cartão vermelho – o centroavante já havia sido substituído e foi punido por discutir com o auxiliar Altemir Hausmann. Sábado, na abertura da Taça Farroupilha, na derrota para o Cruzeiro, Carlos Alberto acabou excluído por simular pênalti e Renato por invadir o campo ao reclamar de supostas ofensas feitas pelo árbitro Márcio Coruja.

A disciplina é uma das marcas da equipe de Renato. No Brasileirão do ano passado, em 25 jogos, a equipe teve três expulsos. O treinador avalia cada caso e, se julgar necessário, aplica multa ao jogador. Jonas, ao dar cotovelada em Adriano, do Santos, foi o que pagou a caixinha em 2010.

Leia tudo sobre: grêmioexpulsõescartões vermelhos

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG