Treinador do Corinthians ainda recorre ao sucesso do antecessor para dar cara à sua equipe

Tite já comandou o Corinthians por 35 jogos nesta sua passagem. Em 2010, quando assumiu a equipe, disse que um treinador precisa de 30 jogos para montar uma equipe. Porém, quase um ano desde a saída de Mano Menezes e a consequente passagem frustrada de Adilson Batista, Tite mantém-se apoiado aos esquemas que Mano usava quando dirigia a equipe, mesmo com quase todas as peças sendo outras.

Mano Menezes visitou Tite no CT corintiano em março
AE
Mano Menezes visitou Tite no CT corintiano em março

“É o mesmo esquema do losango ou do 4-2-3-1 (que o Mano usava). É uma base da equipe montada com algumas alterações. Eu não gostaria nem de mudar a base quando aqui cheguei, só queria ter acréscimo de atletas, mas é a realidade do futebol”, disse Tite na sexta-feira, antes dos treinos que comandou em Extrema-MG.

Para a partida deste domingo, contra o Flamengo, no Engenhão, Tite vai mudar mais uma vez o esquema do time após duas rodadas no Brasileiro e adotará o velho modelo que Mano Menezes utilizou entre 2009 e 2010, com três atacantes. “Perdi o Ramírez (convocado para a seleção peruana), então não dava para manter o losango”, comentou.

Jorge Henrique, mais para um meia por recomendação de Tite na primeira parte do ano, será um avançado pela esquerda. Antes, contra Grêmio e Coritiba, Tite tentou jogar no “losango”, com um meia e três volantes, outro esquema que era muito usado por Mano.

“O que fica é o conceito. Os jogadores já sabem mais ou menos como o time joga e não seria coerente eu ficar mudando muito essa estrutura. Esse esquema é de domínio do Liedson, que jogou assim na Europa, do Jorge, que jogou aqui assim, do Danilo, que já jogou assim e a adaptação do Willian, para que possa fazer o terceiro homem de frente”, explicou-se Tite.

Do último time que Mano levou a campo com o Corinthians, em 25 de julho do ano passado, contra o Guarani no Brasileiro, seis jogadores não estão mais no clube (William, Roberto Carlos, Jucilei, Elias, Bruno César e Dentinho) e apenas três deverão ser titulares neste domingo (Júlio César, Paulinho e Jorge Henrique). Chicão não atuou naquele jogo e Alessandro está machucado.

Em relação ao time de 2009 que atuou muito bem no 4-3-3, ou como prefere Tite, no 4-2-3-1, os únicos titulares remanescentes são Chicão, Alessandro e Jorge Henrique. Tite está convicto que deve manter um esquema mesmo com peças diferentes.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.