Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Quase um ano após saída de Mano, Tite ainda não montou "seu" time

Treinador do Corinthians ainda recorre ao sucesso do antecessor para dar cara à sua equipe

Bruno Winckler, iG São Paulo |

Tite já comandou o Corinthians por 35 jogos nesta sua passagem. Em 2010, quando assumiu a equipe, disse que um treinador precisa de 30 jogos para montar uma equipe. Porém, quase um ano desde a saída de Mano Menezes e a consequente passagem frustrada de Adilson Batista, Tite mantém-se apoiado aos esquemas que Mano usava quando dirigia a equipe, mesmo com quase todas as peças sendo outras.

AE
Mano Menezes visitou Tite no CT corintiano em março

“É o mesmo esquema do losango ou do 4-2-3-1 (que o Mano usava). É uma base da equipe montada com algumas alterações. Eu não gostaria nem de mudar a base quando aqui cheguei, só queria ter acréscimo de atletas, mas é a realidade do futebol”, disse Tite na sexta-feira, antes dos treinos que comandou em Extrema-MG.

Para a partida deste domingo, contra o Flamengo, no Engenhão, Tite vai mudar mais uma vez o esquema do time após duas rodadas no Brasileiro e adotará o velho modelo que Mano Menezes utilizou entre 2009 e 2010, com três atacantes. “Perdi o Ramírez (convocado para a seleção peruana), então não dava para manter o losango”, comentou.

Jorge Henrique, mais para um meia por recomendação de Tite na primeira parte do ano, será um avançado pela esquerda. Antes, contra Grêmio e Coritiba, Tite tentou jogar no “losango”, com um meia e três volantes, outro esquema que era muito usado por Mano.

“O que fica é o conceito. Os jogadores já sabem mais ou menos como o time joga e não seria coerente eu ficar mudando muito essa estrutura. Esse esquema é de domínio do Liedson, que jogou assim na Europa, do Jorge, que jogou aqui assim, do Danilo, que já jogou assim e a adaptação do Willian, para que possa fazer o terceiro homem de frente”, explicou-se Tite.

Do último time que Mano levou a campo com o Corinthians, em 25 de julho do ano passado, contra o Guarani no Brasileiro, seis jogadores não estão mais no clube (William, Roberto Carlos, Jucilei, Elias, Bruno César e Dentinho) e apenas três deverão ser titulares neste domingo (Júlio César, Paulinho e Jorge Henrique). Chicão não atuou naquele jogo e Alessandro está machucado.

Em relação ao time de 2009 que atuou muito bem no 4-3-3, ou como prefere Tite, no 4-2-3-1, os únicos titulares remanescentes são Chicão, Alessandro e Jorge Henrique. Tite está convicto que deve manter um esquema mesmo com peças diferentes.

Leia tudo sobre: corinthiansmano menezestitebrasileirão 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG