Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

"Quanto menos mexer com o Emerson, melhor", afirmou Abel Braga

Treinador minimiza provocações do atacante e pede que seus jogadores esqueçam esse assunto

Marcello Pires, iG Rio de Janeiro |

Se a ordem nas Laranjeiras já era de não cair nas provocações de Emerson, com a chegada de Abel Braga essa determinação foi reforçada. Admirador do atacante, o novo comandante do Fluminense preferiu minimizar a recente declaração de Sheik de que daria até cambalhota se marcasse um gol contra o Fluminense e pediu a seus jogadores que esqueçam o assunto.

Siga o iG Fluminense no Twitter e receba todas as informações do seu time em tempo real

“Nem pensar em responder as provocações do Emerson. Quanto menos mexer com ele melhor. Tomara que o Tite o utilize o menos possível no domingo”, brincou Abel.

Admirador do jogador, Abelão lembrou na coletiva desta sexta-feira que fez de tudo para contar com o atacante quando treinava o Al-Jazira, nos Emirados Árabes.

“Entre para a Torcida Virtual do Fluminense e convide seus amigos”

“Os árabes me perguntaram se eu gostaria de contar com ele no Al-Jazira disse que sim e fizemos de tudo para levá-lo. Infelizmente ele disse que não gostaria de deixar o país naquele momento e optou em permanecer no Flamengo”, explicou.O treinador disse ainda que gostaria de ter contado com atleta no Fluminense, mas preferiu não opinar sobre a decisão da diretoria tricolor.

“Eu admiro demais o futebol dele. Poucos jogadores trabalham tanto sem a bola como ele. Mas eu não estava aqui quando os problemas aconteceram e a diretoria fez aquilo que achou melhor. Esse assunto agora é passado”, disse Abelão.
 

Leia tudo sobre: Brasileirão 2011FluminenseAbel Braga

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG