Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Provocador e artilheiro, Loco Abreu é especialista em clássicos

Atacante tem até relógio que marca última derrota para o Peñarol. Meta é levar retrospecto contra o Fla

Renan Rodrigues, iG Rio de Janeiro |

Loco Abreu, atacante do Botafogo, atuou por 17 clubes ao longo da carreira, acumula gols, vitórias e histórias divertidas e pode se considerar um "rei dos clássicos". O uruguaio disputa mais um neste domingo, às 16h, no estádio Engenhão. E a meta é fazer valer a fama de pé quente no duelo contra o Flamengo, pela semifinal da Taça Guanabara.

Um dos primeiros clássicos disputado por Loco aconteceu na Argentina, quando defendia o San Lorenzo, no Apertura de 1997. A equipe da casa goleou o Huracán por 5 a 1, e o uruguaio anotou um dos gols na partida. No México, Abreu marcou em clássicos por dois rivais diferentes: em 2007, na vitória do Tigres por 1 a 0 sobre o Monterrey, e na vitória do Monterrey sobre o Tigres por 2 a 1, em 2006, quando marcou um gol.

Mas o clássico que possui um sabor especial para Loco Abreu é entre Nacional, time uruguaio pelo qual atuou e se declara torcedor, e Peñarol. No site oficial do atacante, um relógio marca o número de dias que ele não perde uma partida para o rival: 3574. Detalhe: o contador segue funcionando mesmo que a última partida disputada por Loco Abreu contra o Peñarol tenha acontecido em junho de 2005.

Contra o rival uruguaio, Loco Abreu marcou oito gols, venceu cinco partidas, empatou uma e perdeu outra. Ainda no site de Loco, uma montagem coloca galinhas com a camisa do Peñarol, em uma provocação ao rival, além de matérias de jornais do país sobre a atuação do jogador nos clássicos.

No Botafogo, Loco Abreu já viveu momentos marcantes em jogos contra grandes rivais. Em clássicos, o uruguaio acumula cinco vitórias, três empates e duas derrotas, além de cinco gols marcados.

Sua estreia com a camisa do time carioca não poderia ter sido mais traumática. Goleada de 6 a 0 sofrida para o Vasco no primeiro turno do Campeonato Carioca de 2010, no dia 24 de janeiro do ano passado.  O jogo mais marcante aconteceria meses depois, na final da Taça Rio contra o Flamengo, quando Loco Abreu marcou um gol de pênalti com a famosa 'cavadinha', decretando a vitória de por 2 a 1 e garantindo o título carioca para o Botafogo.

Neste ano, contra o Fluminense, Loco Abreu usou a 'cavadinha' novamente. Na primeira, o goleiro Diego Cavalieri ficou parado no meio do gol, defendendo a cobrança. Na segunda oportunidade, nova cavadinha, mas desta vez o uruguaio deslocou o goleiro e marcou, garantindo a vitória de virada sobre o Fluminense, por 3 a 2.

Clássicos de Abreu pelo Botafogo:

Botafogo 0 x 6 Vasco - Campeonato Carioca 2010
Flamengo 1 x 2 Botafogo - Campeonato Carioca 2010
Vasco 0 x 2 Botafogo - Campeonato Carioca 2010
Fluminense 2 x 1 Botafogo - Campeonato Carioca 2010
Botafogo 3 x 2 Fluminense - Campeonato Carioca 2010
Flamengo 1 x 2 Botafogo - Campeonato Carioca 2010
Vasco 2 x 2 Botafogo - Campeonato Brasileiro 2010
Botafogo 1 x 1 Flamengo - Campeonato Brasileiro 2010
Fluminense 0 x 0 Botafogo - Campeonato Brasileiro 2010
Fluminense 2 x 3 Botafogo - Campeonato Carioca 2011

Leia tudo sobre: botafogocampeonato carioca 2011uruguailoco abreu

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG