Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Protesto tem rojões e champanhe, e Ronaldo sai pelos fundos

Integrantes de torcida organizada do Corinthians foram ao centro de treinamento do clube para reclamar dos jogadores

Paulo Passos, iG São Paulo |

Enquanto alguns jogadores treinavam nesta sexta-feira, integrantes da Gaviões da Fiel, maior torcida organizada do Corinthians, faziam um protesto em frente ao CT do clube. A manifestação começou por volta das 17h, quando rojões foram estourados. Os reservas do time treinavam com bola, enquanto os que foram titulares na derrota para o Tolima, na Colômbia, estavam na academia.

O momento mais tenso do protesto aconteceu quando os integrantes da torcida organizada ficaram próximos do local onde os jogadores iriam sair. Os manifestantes não conseguiam ver os atletas, pois havia um ônibus na frente do local onde eles estavam. A cerca de 30 metros dali, Ronaldo, que já estava pronto para sair, conseguiu ouvir cantos gritados.



“Doutor, eu não me engano, planejamento é roubar corintiano”, diziam os não mais de 30 torcedores em frente ao centro de treinamento. Durante o protesto, eles abriram garrafas de champanhe. “É disso aqui que vocês gostam”, gritavam os manifestantes, enquanto jogavam a bebida na grade do centro de treinamento.

Para sair sem passar pelo grupo de integrantes da torcida organizada, Ronaldo usou a porta dos fundos do centro do CT. O atacante, que não atuará no clássico contra o Palmeiras, foi o único que não chegou ao local no ônibus do clube. A Polícia Militar sugeriu que todos os atletas fossem juntos ao treino, para facilitar a segurança e evitar tumultos.
 

Leia tudo sobre: CorinthiansRonaldoCampeonato Paulista 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG