Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Proteger a defesa é um dos desafios do novo técnico do Grêmio

Julinho Camargo também precisa resolver problema no ataque. Confira quais são as maiores carências

Gabriel Cardoso, iG Porto Alegre |

Julinho Camargo assumiu o  Grêmio no sábado, fez o primeiro treino no domingo. Chegou com humildade, falando em fazer um bom trabalho, mas sem querer ocupar o espaço de Renato Gaúcho, eterno ídolo do clube. Os números a seguir são do Footstats e estão disponíveis no aplicativo iG Esporte para iPhone e iPad

Tenha as estatísticas no seu iPhone e faça comparações entre times e jogadores

O treinador estreia na quarta-feira, 19h30, contra o Cruzeiro, em Sete Lagoas-MG. Admitiu que o time poderá levar um tempo (até dois meses) para ficar com a “sua cara”, mas já poderá tomar algumas providências. O time testado na primeira atividade apresentou novidades.

O iG preparou um resumo das principais estatísticas em que o Grêmio está abaixo da média. Pode ser um início do caminho para Julinho tentar tirar o time da 12º colocação e colocar na briga pelo título ou, pelo menos, por uma vaga na Libertadores. Confira:

Poucos gols de atacante: Foram nove gols até agora, mas só dois saíram dos pés dos atacantes. Junior Viçosa foi o autor de ambos. Lins e Leandro ainda não emplacaram. A solução pode estar no recém-chegado Miralles e no recém-recuperado André Lima.

Lucas Uebel/Trato.Txt Comunicação
André Lima pode resolver os problemas no ataque

Melhor proteção para a defesa: Os goleiros do Grêmio já tiveram que fazer 33 defesas. Apenas Rogério Ceni, do São Paulo, trabalhou mais: 34 intervenções.

Explorar as individualidades: O Grêmio é disparado o time que menos driblou no campeonato. Foram 42 acertos. O Avaí, que aparece acima, já acertou 51 dribles. Fluminense e Flamengo, líderes no quesito, conseguiram 97.

Leia tudo sobre: GrêmioBrasileirão 2011Julinho Camargo

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG