Recuperado recentemente de lesão no ombro, atacante do Milan é favorito para ser titular, mas jogador do Fluminense sonha com vaga

A seleção brasileira se apresentou ao técnico Mano Menezes no início da tarde desta segunda-feira. A delegação está no Rio de Janeiro e viaja na terça-feira para a Argentina, onde ficará na cidade de Los Cardales durante a Copa América . Recuperado de lesão no ombro esquerdo e liberado pelo doutor José Luiz Runco, Alexandre Pato foi um dos mais assediados na apresentação, que não teve a presença os jogadores do Santos devido à final da Libertadores.

“Sempre há uma disputa na seleção. Vou jogar meu futebol e buscar meu espaço”, afirmou o atacante do Milan, que passou as últimas semanas se recuperando da contusão. “Trabalhei muito de manhã, à tarde e à noite no Flamengo. Agora vamos ter um tempo para treinar e será diferente. Vou trabalhar para ficar com a 9”.

Principal concorrente de Pato, Fred também vê a disputa com naturalidade. “Estou muito motivado. O tempo é curto para trabalhar, mas o momento é muito importante. São dois jogadores de qualidade e essa briga existe em todos os setores da seleção. Vamos disputar o espaço naturalmente”, disse o atleta do Fluminense.

Os jogadores da seleção discordam somente na forma como encaram o aguardado confronto entre Neymar e o argentino Lionel Messi . Enquanto Pato fala em tentar atrair o papel de protagonista para si, Fred diz valorizar o jogo coletivo.

“Todos têm seus lugares. Estou tranquilo, mas também quero ser protagonista e vou lutar para isso”, falou Pato. “Torço para que, nesses duelos individuais, o coletivo também possa fazer a diferença”, opinou Fred.

O elenco da seleção brasileira passará por exames médicos antes do embarque para a Argentina. A estreia na Copa América está marcada para o dia 3 de julho, contra a Venezuela. Até lá, os treinamentos vão acontecer na concentração, em Los Cardales. Apenas no dia 26 de junho que o local será diferente: estádio La Bombonera, campo do Boca Juniors.

*Colaborou Pedro Taveira, iG São Paulo

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.