Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Problemas durante a semana refletiram em derrota, diz Joel Santana

Atacante Jobson foi afastado pela diretoria e integrantes de torcida organizada invadiram treinamento

Renan Rodrigues, iG Rio de Janeiro |

A semana do Botafogo antes da derrota para o Internacional, neste domingo, deveria ser tranquila, já que a equipe carioca está lutando por uma das vagas na Copa Libertadores. Porém, o afastamento do atacante Jobson, punido por faltar em um treino, e a invasão de quatro integrantes de uma torcida organizada e a operação de apendicite no volante Marcelo Mattos, desfalque de última hora, deixaram o clima desgastado em General Severiano.

O treinador lamentou novos problemas para escalar a equipe e os acontecimentos inesperados com a torcida, que refletiram dentro de campo. "A situação com Jobson já morreu, mas tivemos contusões simultâneas. Caio estava gripado, Somália apareceu com dores no joelho esquerdo. Isso é ruim", disse o treinador do Botafogo, que também esperava uma presença maior da torcida no estádio Engenhão. "Pela importância do jogo, eu esperava que viessem mais. Entendo que eles estão chateados, mas não acabou", declarou Joel Santana.

Com a derrota, a primeira no estádio Engenhão neste Campeonato Brasileiro, o Botafogo caiu para a sexta colocação, com 56 pontos. A equipe enfrenta agora o Prudente, já rebaixado, no estádio Engenhão, e o Grêmio, no estádio Olímpico. O time gaúcho é o 4° colocado, com 57 pontos.

Leia tudo sobre: botafogocampeonato brasileiro

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG