Polícia turca invadiu a residências e sedes de clubes, detendo cerca de 60 pessoas suspeitas de manipulação de jogos

O primeiro-ministro da Turquia pediu nesta quarta-feira pediu a rápida conclusão de uma i nvestigação sobre um esquema de manipulação de resultados que envolve o campeão nacional Fenerbahçe, dizendo que o escândalo está manchando a imagem do país. Recep Tayyip Erdogan, um ex-jogador e torcedor do Fener, disse apoiar uma investigação completa e justa.

"Eu não sou apenas um fã Fenerbahçe, eu sou um membro do seu congresso", disse Erdogan. "Se houve abuso ou ilegalidade, isso tem que ser mostrado à luz de uma maneira justa". "Espero que conclua-se rapidamente e de forma justa para que a nossa (imagem) internacionalmente não seja manchada", disse.

A polícia turca invadiu a residências e sedes de clubes, detendo cerca de 60 pessoas suspeitas de manipulação de jogos do Campeonato Turco na temporada passada, tornando-o o mais recente país a ser afetado por escândalo de manipulação de resultados e apostas ilegais.

O gabinete do chefe de polícia turco disse em um comunicado quarta-feira que investigadores obtiveram evidências de fraude e suborno envolvendo 19 jogos da primeira e segunda divisões. O Ministério Público questionou nesta quarta 25 dos suspeitos. Sete outros foram formalmente presos depois de terem sido ouvidos na terça-feira, enquanto 11 foram libertados da prisão.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.