Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Pressionado, Tirone diz que vai manter gerente administrativo

Presidente do Palmeiras descarta aceitar pressão de conselheiros para demitir Sérgio do Prado

Danilo Lavieri, iG São Paulo |

O presidente do Palmeiras , Arnaldo Tirone, admite que está pressionado para demitir Sérgio do Prado. O gerente administrativo é alvo de críticas de alguns conselheiros e também não tem um bom relacionamento com o coordenador técnico, Marcos Galeano, um dos homens fortes de Luiz Felipe Scolari , assim como Flávio Murtosa, auxiliar técnico.

"Eu não vou demitir ninguém. O que tem aí é esse monte de coisa que sempre falam, esse movimento de conselheiros enviando carta para que eu demita o Sérgio. Mas eu não vou demitir ninguém. Ele não vai sair", disse Tirone ao iG por telefone.

Siga o Twitter do iG Palmeiras e receba as notícias do seu time em tempo real

Também em contato com o iG, Sérgio do Prado disse que sabe da pressão que exercem para que ele seja demitido, mas que seguirá normalmente o seu trabalho, sem se preocupar com os problemas políticos do clube.

Nesta terça-feira, conselheiros chegaram a afirmar que Tirone estava decidido a demitir Sérgio do Prado e que Roberto Frizzo perderia força nos próximos dias. O presidente rebateu as informações e explicou que tudo no Palmeiras vira novela. "Você sabe que no Palmeiras se fala muita mentira", encerrou o dirigente.

Coloque seu time em 1º lugar no ranking da Torcida Virtual do iG Esporte

Leia tudo sobre: palmeirassérgio do pradoarnaldo tirone

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG