Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Pressão pra bater São Paulo supera a do acesso do Bahia, diz Jael

Atacante disse que agora a Portuguesa é o azarão da disputa, mas mostra confiança no seu time

Gazeta |

Jael fez parte do time do Bahia que levou o clube de volta à primeira divisão do Campeonato Brasileiro após sete anos. Mas crê que o ambiente criado para fazer a Portuguesa vencer o São Paulo no domingo e ir às semifinais do Campeonato Paulista supera até a necessidade de satisfazer uma das maiores torcidas do Nordeste.

"A pressão agora é maior do que para o acesso por sermos o azarão. O time do Bahia estava certinho, tínhamos certeza de que íamos subir", recordou o atacante, que não vê nenhuma vantagem no fato de haver menos fãs da Portuguesa em relação ao Tricolor de Salvador. Pelo contrário.

"O que muda mesmo é a quantidade, a pressão é até maior. Mas a pressão do torcedor que vai ao estádio é a mesma porque torcedor é paixão, amor, muitos vivem do que acontece com o time", comparou o jogador.

Entretanto, se conseguiu em 2010 ficar entre os quatro primeiros colocados da Série B nacional - comemorando o acesso, curiosamente, contra a Portuguesa na Bahia -, o centroavante está certo de que, após encerrar jejum de 13 anos sem a Lusa avançar no Paulista, conseguirá colocar o time entre os quatro melhores de São Paulo.

"Podemos chegar muito longe. Vamos fazer tudo o que for possível para conseguirmos a classificação", prometeu, contente pela confiança que tem dominado o Canindé depois da classificação nos últimos minutos da rodada final da primeira fase do Paulistão. "Não vínhamos em um momento legal, mas agora estamos batalhando para ir mais longe e alegrar estes torcedores."

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG