Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Presidente revela jantar para acertar plano de carreira de Ganso

Luis Álvaro de Oliveira Ribeiro disse que organizou um jantar típico do Pará no qual conversou com o meia

Gazeta |

Na semana passada, as reclamações do meia Paulo Henrique, insatisfeito por não ter acertado o seu plano de carreira com o Santos, caíram como uma bomba na Vila Belmiro. Mas, com habilidade, o Santos tem procurado reverter o quadro. Tanto que o presidente do clube, Luis Álvaro de Oliveira Ribeiro, revelou ter jantado com Ganso nesta semana e iniciado uma reaproximação do craque para que, enfim, o seu plano de carreira seja finalmente acertado.

"Jantei com ele essa semana. Os pratos foram típicos do estado dele, o Pará, preparados pela minha cozinheira paraense, aqui no CT Rei Pelé. Esse jantar era uma velha promessa assim como é uma velha promessa o plano de carreira, mas ele (novo contrato) vai sair. Conversei bastante com ele e vamos estar dialogando nos próximos dias para acertar os pontos finais convergentes para o Paulo Henrique ficar aqui o maior tempo possível", disse o mandatário alvinegro.

Samir Carvalho
Paulo Henrique Ganso reclamou na semana passada de não ser valorizado pelo Santos

Questionado sobre o descontentamento de Ganso, transparente em suas declarações na semana passada, Luis Álvaro procurou minimizar o episódio e, apesar de não garantir que o plano de carreira será assinado, reiterou o seu otimismo com o andamento das negociações.

"Não posso garantir nem que eu esteja aqui amanhã, mas é claro que eu espero que o Ganso fique. Ele não me falou que estava descontente no jantar. O seu único descontentamento foi com relação ao tempo que o Pato no Tucupi demorou para ser servido. O nosso papo foi absolutamente amistoso, até porque, independentemente dele ser atleta do Santos, é meu amigo pessoal. Gosto muito dele e do Papito (seu irmão e empresário). Entendo que declarações dadas em determinado momento de irritação não podem ser levadas tão a ferro e fogo", concluiu.

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG