Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Presidente do Palmeiras não confirma propostas por William e Elias

Atacante do Avaí e meia do Figueirense são apontados como prováveis reforços do clube paulista para a próxima temporada

Gazeta |

Futura Press
Elias, do Figueirense, marcou quatro gols no Campeonato Brasileiro 2011
Apontados como novos reforços do Palmeiras para a próxima temporada, o atacante William e o meia Elias não estão na lista de prioridades da equipe para 2012. O presidente Arnaldo Tirone negou que o clube já tenha feito qualquer proposta pelos jogadores, mas exaltou a qualidade de ambos dentro de campo.

"Não existe proposta pelo William e nem pelo Elias. Não estou dizendo que eles não são bons jogadores, mas não estão na lista de prioridades de contratações do clube", declarou o dirigente, em entrevista à rádio Estadão/ESPN.

Mercado da bola: Veja o entra e sai de jogadores nos clubes brasileiros

William foi o grande destaque do Avaí na fraca campanha da equipe no Campeonato Brasileiro deste ano e, inclusive, não se apresentou com o restante do grupo de jogadores na última segunda-feira, aumentando os boatos sobre uma possível transferência para o Verdão.

Já Elias se destacou quando defendeu o Atlético-GO e foi protagonista nas vitórias do time sobre o Palmeiras, em 2010. Neste ano, o armador foi contratado pelo Figueirense, mas sofreu com algumas lesões e a irregularidade no time titular, marcando apenas quatro gols durante a competição.

Entretanto, Tirone fez questão de frisar que as especulações sobre um possível acerto com o jogador não passam de meras especulações. "O Elias é um bom jogador, mas não é verdade que fizemos proposta por ele. Recebemos todos os dias propostas de empresários oferecendo seus atletas."

Até o momento, o Palmeiras acertou a vinda apenas do lateral esquerdo Juninho, que defendeu o Figueirense neste ano. Além de William e Elias, o clube paulista manifestou interesse na contratação do atacante Diego Tardelli, que joga no Anzhi, da Rússia, mas as negociações estão longe de um acordo oficial.

Leia tudo sobre: palmeirasmercado da bola

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG