Tamanho do texto

Arnaldo Tirone conversa com jogadores sobre o mau momento e recebe elogios de Marcos Assunção

O treino do Palmeiras desta terça-feira contou com a presença do presidente do clube, Arnaldo Tirone. Após a derrota sofrida por 3 a 0 para o Internacional no Pacaembu ter desencadeado uma série de protestos e até pichações em muros do estádio, o dirigente compareceu à Academia de Futebol para tranquilizar os atletas e tentar passar um pouco mais de confiança.

O ato ganhou elogios de Marcos Assunção, um dos líderes do elenco. O especialista em cobrança de faltas conversou com a imprensa nesta terça-feira e afirmou que a conversa foi em tom de apoio e ressaltou o equilíbrio demonstrado por Tirone.

Siga o Twitter do iG Palmeiras e receba as notícias do seu time em tempo real

"Participamos de uma pequena reunião. O presidente é um cara muito equilibrado, que chega e não vai soltando os cachorros. Ele gosta de conversa e, nesse momento, é sempre bom termos essa conversa para saber o que está acontecendo, se tem alguma coisa de errado na diretoria, com treinador ou jogadores. Somos um grupo, estamos vivendo um mau momento. O presidente sabe que todos nós juntos estamos nessa fase e que, se fosse uma fase bom, estaríamos todos também. Ele veio para ter uma conversa de amigo, para nos dar força. Ele sabe das nossas dificuldades e nós sabemos as da diretoria. Foi uma conversa bem tranquila para que fiquemos mais tranquilos nos próximos jogos", explicou Assunção.

Arnaldo Tirone também deu risadas com Valdir Joaquim de Moraes
Ale Cabral/ Futura Press
Arnaldo Tirone também deu risadas com Valdir Joaquim de Moraes
O camisa 20 ainda ressaltou que todos atletas conversaram com o dirigente e manifestaram as opiniões. Ele admitiu que está preocupado com a fase vivida pelo Palmeiras, mas descartou que o grupo esteja vivendo problemas de relacionamento.

Coloque seu time em 1º lugar no ranking da Torcida Virtual do iG Esporte


"O clima entre nós jogadores é bom, mas o problema está sendo no jogo, que não estamos ganhando. Mas a amizade e as brincadeiras continuam as mesmas, ninguém virou a cara para um ou para outro. Neste momento de dificuldade, é hora de estarmos mais unidos do que antes, um querendo ajudar o outro porque só assim vamos sair disso. O jogador vive de resultados, por mais que você trabalhe e faça as coisas certas, está tudo ruim se perder", completou.

Após as conversas com os jogadores, Tirone ainda bateu um longo papo com Luiz Felipe Scolari e também com seu supervisor técnico, Galeano. O vice-presidente de futebol, Roberto Frizzo, também esteve no gramado.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.