Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Presidente do Irã alimenta rumores sobre possível contratação de Maradona

Argentino, que comandou a equipe nacional de seu país na última Copa do Mundo, pode assumir a seleção iraniana, segundo jornal do país

EFE |

O presidente iraniano, Mahmoud Ahmadinejad, deseja que o jogador argentino Diego Armando Maradona se transforme no próximo técnico do Irã, informou nesta segunda-feira o jornal local "Ebtekar".

A publicação abre a edição desta segunda-feira com uma grande foto em duas colunas do argentino e o significativo título "Presidente Ahmadinejad: Maradona deveria ser o primeiro treinador de nosso time nacional".

No corpo da notícia, o líder assentiu com a cabeça quando um grupo de jornalistas questionou sobre os rumores de que o jogador argentino visite em breve o Irã e assuma a seleção.

As especulações começaram em 6 de outubro, depois que o presidente da federação de futebol iraniana, Ali Kafashian, revelasse que estava em andamento o processo burocrático para a visita do jogador.

"Maradona mostrou seu interesse em visitar o Irã há dois anos, mas até o momento não foi possível devido a sua responsabilidade como técnico argentino", explicou.

"Mas há pouco, as pessoas encarregadas de preparar a visita nos disseram que trabalham nela, portanto já iniciaram a tramitação de papéis administrativos", acrescentou Kafashian, sem concretizar datas.

O próprio diretor quis colocar fim nas crescentes especulações ao asseverar que Maradona "não virá para treinar, mas simplesmente de visita, já que anteriormente demonstrou seu interesse em conhecer o país e reunir-se com Ahmadinejad".

Leia tudo sobre: argentinafutebol internacionalirãmaradonatreinadores

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG