Tamanho do texto

Em abertura oficial da temporada, Paulo Odone descarta privilégios ao meia

Na abertura oficial da temporada, o presidente Paulo Odone quase anunciou a contratação de Ronaldinho Gaúcho ao grupo de jogadores do Grêmio. Foi na manhã desta quinta-feira, no vestiário do Olímpico, em Porto Alegre.

“Ronaldinho voltará às origens, mas podem tem certeza que ele não terá privilégios. Precisará suar a camiseta como todos vocês. Um campeonato se ganha com todos: jogadores de qualidade e operários”, disse o dirigente aos atletas.

Paulo Odone (C) discursou aos atletas gremistas
Hector Werlang
Paulo Odone (C) discursou aos atletas gremistas

A manifestação até gerou uma brincadeira do atacante André Lima ao zagueiro Paulão: “Viu, tu é este tipo de jogador”. Porém, após se dar conta da repercussão do que havia dito, Odone lembrou que a negociação está em andamento e depende da assinatura de contrato, finalizado na madrugada entre os advogados do meia e do clube, o que deve ocorrer ainda nesta quinta. Na verdade, ele preparou o grupo para receber o novo companheiro.

O presidente, porém, não se conteve e deu mais detalhes de como Ronaldinho será tratado no Olímpico. Ao falar do tamanho do investimento a ser realizado pelo clube, Odone disse que a folha salarial não será onerada: “Ele será autos-sustentável e até vai gerar dinheiro ao clube. Fiquem tranquilos”.

Durante a cerimônia, que ainda teve discurso do diretor de futebol, Antônio Vicente Martins, a direção deixou claro qual o objetivo em 2011: ser campeão da Libertadores e voltar a disputar o Mundial de Clubes. Tudo sob comando de Renato Gaúcho, principal figura do título mundial de 1983.

"Renato já ganhou jogando e agora, com um ótimo comando, vai nos levar aos títulos como treinador", resumiu Odone.