Tamanho do texto

Departamento jurídico entra com ação para que objeto vá do Morumbi para a Gávea sem passar pela Caixa

A presidente do Flamengo , Patrícia Amorim, aproveitou o lançamento dos novos uniformes para apresentar suas novas metas nesse momento, depois da conquista do título da Taça Guanabara. Resgatar a Taça das Bolinhas, que foi entregue pela Caixa Econômica Federal ao São Paulo , e definir o patrocinador master para esta temporada são as suas proridades.

Por incrível que pareça, a chegada da Taça das Bolinhas à Gávea é a opção mais viável. O departamento jurídico ingressou com uma ação nesta terça-feira para que o objeto venha direto para a sede do clube. Antes, a determinação do o juiz Gustavo Quintanilha Telles de Menezes, da 50ª Vara Cível do Rio, exigia que o São Paulo a devolvesse para a Caixa .

O São Paulo ainda não foi intimidado pela Justiça. Quando isso acontecer, o presidente Juvenal Juvêncio terá 24 horas para cumprir a determinação do juiz. Caso não cumpra, estará sujeito a multa, além da busca e apreensão do objeto.

Com relação ao patrocinador master, Patrícia promete uma solução para depois do Carnaval. O clube já recebeu algumas propostas, como da Hypermarcas, da Qatar Airways e de uma estatal venezuelana, entre outras. Nenhuma delas, no entanto, ultrapassou os R$ 35 milhões, como quer a diretoria.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.