Empresa era a responsável por captar novos patrocinadores para o clube desde a contratação de Ronaldinho

A contratação de Ronaldinho Gaúcho pelo Flamengo foi selada no começo de janeiro depois de uma reunião que contou com dois representantes da Traffic. A empresa é responsável pelo pagamento de 75% do salário do craque, mas ainda não conseguiu qualquer retorno significativo financeiramente, e foi deixada de lado no acerto entre o clube a Procter & Gamble , que pagará R$ 6,5 milhões para oocupar o espaço nobre da camisa.

Entre para a Torcida Virtual e convide seus amigos

“A relação com o parceiro não está estremecida. Sempre tem um tipo de desconforto, mas venho tendo a sensibilidade necessária para fazer boas costuras. O que estiver dentro das possibilidades do Flamengo para ajudá-los a conseguir o retorno, nós vamos fazer”, afirmou a presidente do Flamengo, Patrícia Amorim.

Siga o iG Flamengo no Twitter e receba as notícias do time em tempo real

A Traffic seria a responsável por agenciar qualquer contrato de patrocínio com o clube, o que lhe garantiria uma comissão entre 10% e 20% dependendo do valor. Além disso, a partir do momento em que a camisa do clube ultrapassasse a barreira dos R$ 30 milhões, ela ficaria com 20% do valor excedido. O contra com a Procter & Gamble foi agenciado pela Nine, empresa que pertence a Ronaldo Fenômeno.

No momento, a camisa do Flamengo agrega o valor de R$ 17 milhões. No entanto, os contratos com a Procter & Gamble e o BMG precisam ser renovados para 2012. O compromisso com a Tim vai até março do ano que vem. Sendo assim, a corrida da Traffic continua ingrata em busca dos R$ 30 milhões.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.