Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Presidente do Boca Juniors diz que Inter aceita liberar Guiñazu

Clube argentino prioriza outro volante, mas confirma que recebeu sinal verde para negociar com o Inter

Gabriel Cardoso, iG Porto Alegre |

O Boca Juniors segue procurando um volante no mercado e o presidente do clube argentino, Jorge Amor Ameal, revelou que o Inter está disposto a liberar Guiñazu. O máximo mandatário do clube de La Bombonera conta que já manteve contato com o Inter e que o presidente Giovanni Luigi admitiu a possibilidade de ceder o volante, tendo em vista que o clube do Beira-Rio está perto de contratar mais dois estrangeiros: O atacante Cavenaghi e o volante Bolatti.

“Falei com o presidente do Inter e ele confirmou a hipótese de ceder Guiñazu, pois eles estão por contratar Bolatti e Cavenaghi e teriam problemas com o excesso de estrangeiros”, revelou Ameal.

O Boca Juniors tenta há mais de um mês a chegada de um jogador para o setor, e são duas as alternativas: Walter Erviti (do Banfield) e Guiñazu. Com a proximidade do início da temporada o presidente quer definir o negócio nos próximos dias.

“Ou o Erviti ou o Guiñazu. Um ou outro nós vamos contratar”, afirmou Ameal em entrevista à Rádio La Red de Buenos Aires.

O técnico Julio César Falcioni tem uma ligeira preferência por Erviti. O Banfield vem mantendo tratativas para liberar o jogador, mas tem feito jogo duro com o Boca. Caso não haja acordo, Guiñazu poderá vestir a tradicional camiseta azul e amarela de seu país natal.

“Temos uma boa situação econômica, só não podemos atirar dinheiro pela janela”, explicou o presidente do Boca.
 

Leia tudo sobre: InternacionalBoca JuniorsMercado da bolaGuinazu

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG