Clube não tem a quantia pedida pela Lazio para liberar o jogador, e por isso pede ajuda de seus torcedores

O presidente do Auxerre, Gerard Bourgoin, quer repatriar o atacante Cissé, mas avisa que o clube não tem dinheiro em caixa para cobrir o valor definido pela Lazio. O mandatário, então, faz um apelo para que os torcedores doem o dinheiro necessário.

"Se dez mil torcedores derem 100 euros (R$ 240) podemos preencher o custo de Djibril", declarou ao l'Yonne Républicaine , deixando clara sua intenção de contratar o jogador já na janela de transferências de janeiro.

Figurando na 15ª colocação, o Auxerre faz um Campeonato Francês abaixo das expectativas. A volta de Cissé, revelado pelas categorias de base do clube, seria a cartada final para a reeleição de Bourgoin, que inclusive já conversou com o atacante.

"Já conversamos e voltaremos a nos falar na próxima semana. Ele informou os dirigentes da Lazio que se não for aproveitado lá, está interessado em regressar ao Auxerre", revelou o mandatário.

Em quarto lugar no Italiano, a Lazio não se manifestou sobre o desejo de negociar Cissé, nem mesmo impôs um valor para o jogador.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.