jogo da vida - Futebol - iG" /
Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Presidente do Atlético-MG vê resultado injusto, mas já projeta jogo da vida

Alexandre Kalil acha que a derrota para o Palmeiras não foi merecida e admite que a prioridade agora é total para o Campeonato Brasileiro

Gazeta Esportiva |

O Atlético-MG optou por escalar uma equipe reserva contra o Palmeiras e acabou eliminado da Copa Sul-americana, nesta quarta-feira. Após a partida, o presidente Alexandre Kalil admitiu que a prioridade do clube não pode ser outra a não ser escapar do rebaixamento no Brasileirão, mas disse que também que a vitória alviverde não foi completamente justa.

"Não esperávamos a derrota, ninguém pode esperar. Nem sei se foi tão merecido assim, viu? Eles acharam um gol de escanteio e outro em um contra-ataque", comentou o mandatário, lembrando que o primeiro gol do rival foi olímpico, marcado por Marcos Assunção.

No sábado, o time mineiro entra em campo contra o Flamengo, na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas. Para Kalil, a importância desta partida para o Atlético-MG é comparável ao valor que o Palmeiras deu ao duelo do Pacaembu.

"Vamos jogar nossa vida lá. O Palmeiras jogou o jogo da vida deles hoje e nós faremos isso contra o Flamengo", disse ele, que também projetou o confronto contra o mesmo Palmeiras, válido pelo Brasileirão. "Vamos aproveitar a mesma vantagem que eles aproveitaram hoje", encerrou.

Apesar de estar fora da zona de rebaixamento, a situação da equipe não é confortável: ocupa a 16ª colocação, com a mesma pontuação do Guarani, 17º colocado - 26 pontos.

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG