Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Presidente diz que Botafogo disputará o título do Brasileirão

Maurício Assumpção prometeu reforços para o elenco e negou que tenha aumentado a dívida do clube

iG Rio de Janeiro |

O começo de temporada do Botafogo foi pior do que o mais pessimista dos torcedores poderia pensar. Eliminado do Campeonato Carioca e da Copa do Brasil, o time ainda vive uma relação turbulenta com a própria torcida. Além de vaias, no desembarque da equipe, na última quinta-feira, cerca de 12 torcedores quase agrediram os jogadores e cobraram mudanças na diretoria. Para tentar acalmar o ambiente, o presidente do Botafogo, Maurício Assumpção, concedeu coletiva nesta sexta-feira e prometeu um time competitivo para o Campeonato Brasileiro.

Siga o iG Botafogo no Twitter e receba todas as informações do seu time em tempo real

"O início de 2011 é claro que não é o que gostaríamos. Caio Júnior já fez as indicações, não posso dar nomes, mas reforços virão no momento certo. Essa diretoria vai montar um time para disputar o título brasileiro. Quem aposta que o Botafogo não vai ter participação importante no Brasileiro vai dar com os burros na água", disse o presidente do Botafogo.

Irritado com acusações da oposição de que teria aumentado a dívida do clube, Maurício Assumpção declarou que o aumento no valor se deu por uma diferença na forma de divulgação do balanço.

"Quando entramos, o departamento jurídico dizia que o balanço não apresentava atualização, trazia o valor da dívida na origem e não com suas correções. É mentira que o presidente aumentou as dívidas em R$ 66 milhões", afirmou o dirigente, sem revelar qual porcentagem desse aumento do endividamento é proveniente dessa correção no valor da dívida.

Sobre o ataque de torcedores no desembarque da equipe, na última quinta-feira, onde jogadores como Alessandro, Fahel, Somália e Caio foram ofendidos e quase agredidos, o presidente minimizou o incidente, mas afirmou que o jurídico vai analisar as imagens e conversa com os atletas.

"Quantos estavam no aeroporto? Aqueles 12 não representam a torcida do Botafogo. Estamos colhendo as imagens e quando os jogadores voltarem de folga vamos conversar e saber se algum se sentiu agredido moralmente ou fisicamente para tomar as medidas necessárias.

*Com informações da Agência Estado

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG