Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Presença de representante ligado ao Chelsea no Brasil não preocupa Santos

Não tenho receio nenhum de perder o Neymar, pois o Chelsea sabe a nossa resposta, comentou Luis Álvaro Ribeiro, presidente do time paulista

Gazeta Esportiva |

A presença do israelense Pini Zahavi, representante ligado ao Chelsea (Inglaterra), no Brasil, gerou especulações nos bastidores do futebol sobre uma possível nova investida dos Blues na contratação do atacante Neymar. Mas, segundo o presidente do Santos, Luis Álvaro de Oliveira Ribeiro, o fato de esse empresário ligado ao time inglês estar no país, não é motivo de preocupação na Vila Belmiro.

"Com relação a presença do agente israelense no Brasil, pode ser que ele esteja fugindo do rigoroso inverno europeu. Não tenho receio nenhum de perder o Neymar, pois o Chelsea sabe a nossa resposta. Num cenário com o presidente do Chelsea, o pai do atleta, e o próprio Neymar, eu já disse que o Santos não tem interesse em se desfazer de um dos seus maiores ídolos. Acredito que ele pode crescer aqui e quebrar o paradigma que existe, se tornando o maior jogador do mundo com a camisa do Santos", comentou Luis Álvaro.

Vale lembrar que, em agosto deste ano, o Peixe resistiu ao forte assédio dos londrinos sobre a Joia, renovando o seu contrato, incluindo um aumento salarial e o crescimento do valor da multa rescisória do atacante.

Além de Neymar, o mandatário alvinegro não crê que corra riscos de perder o meia Paulo Henrique Ganso - em fase final de recuperação de uma cirurgia no ligamento cruzado anterior do joelho esquerdo - para o futebol europeu, mesmo com a reabertura da janela de transferências do continente, em janeiro.

Com planos ousados, o mandatário quer os dois talentosos jogadores, revelados nas categorias de base do clube, ainda por muito tempo no Santos. "Eu vejo dois meninos satisfeitos, interessados e desejosos de trazer a Libertadores e o Mundial para a Vila. Não acho que existe algum risco de perdermos um desses dois jogadores. Temos patrocínios engatados e boas perspectivas para criarmos um cenário em que eles possam continuar jogando no clube com o qual eles são identificados, debaixo do calor da nossa torcida", finalizou.

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG