Porém, Cristiano Nunes alerta que uma boa alimentação e repouso aceleram o processo de recuperação

Muitas pessoas apontam as noitadas como principal vilão das lesões na carreira de qualquer jogador. Cristiano Nunes discorda e afirma que existe um certo exagero. No entanto, o preparador físico do Fluminense alerta que a falta de repouso necessário após um treino ou uma partida e a alimentação inadequada podem influenciar na disposição de determinados atletas às contusões.

Siga o iG Fluminense no Twitter e receba todas as informações do seu time em tempo real

“É claro que não se alimentar bem e não ter uma boa noite de descanso atrapalham e atrasam o processo de recuperação. Mas foram essas as razões das seguidas lesões no Fluminense? Não é dessa forma que penso. Claro que quando se realiza uma atividade de alta intensidade é preciso ter cuidados para o dia seguinte, mas os jogadores também tem direito a momentos de diversão e de relaxamento. Só é preciso ficar claro que existem horas certas para isso acontecer”, afirmou Cristiano.

Na contramão de jogadores como Fred e Deco , que passaram boa parte da temporada passada no departamento médico, Mariano dificilmente desfalca o time do Fluminense. Um dos jogadores que mais atuou na conquista do título brasileiro de 2010, o lateral-direito disputou todas as 29 partidas realizadas pelo clube na atual temporada.

“Entre para a Torcida Virtual do Fluminense e convide seus amigos”

Cristiano explica que em muitos casos a regularidade de um determinado jogador, como é o caso de Mariano, tem muito a ver diretamente com o passado de lesões do atleta.

“Ao longo da carreira alguns atletas recebem os frutos do que ocorreu com ele nos anos de atuação. Algumas lesões antigas muitas vezes passam a fazer parte da vida do jogador. Tem atletas que respondem diferentemente ao treinamento e pouco se lesionam, como é o caso do Mariano”, explicou

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.