Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Preparador do Grêmio está assustado: 20 atletas tiveram lesões

Flávio de Oliveira culpa calendário e intensidade de jogos por problemas musculares em 2011

Hector Werlang, iG Porto Alegre |

Futura Press
Em janeiro, Flávio de Oliveira teve apenas oito dias para condicionais os jogadores
As duas décadas de carreira, com disputa de três Libertadores, um número infindável de Brasileirões, títulos carioca e paulista, não impediram Flávio de Oliveira de se assustar com os problemas físicos no Grêmio: 20 jogadores tiveram lesões musculares em 2011 – alguns deles mais de uma. Para tentar amenizar os desfalques, o preparador físico planeja usar as cinco semanas sem jogos nas quartas-feiras para realizar uma espécie de intertemporada em meio ao campeonato nacional.

É o que começou a ser feito na segunda-feira. Os treinos físicos serão rotina até a quinta-feira, quando os jogadores passarão a fazer trabalhos técnicos e táticos. É a maneira de recuperar o tempo perdido, afinal, a pré-temporada, em janeiro, só teve oito dias – a estreia no Gauchão foi em 15 e, 11 dias depois, era a vez da pré-Libertadores.

"Fiquei assustado, mas o calendário não vai mudar, então, temos de trabalhar. Esses problemas de lesão muscular afetam todos os clubes, não é desculpa, mas todo dia tem lesão. É o acúmulo de jogos, a intensidade. Antes, a gente só recuperava os atletas. Agora teremos tempo para aperfeiçoar o condicionamento", explicou Flávio.

A mais nova baixa foi Leandro, que nesta quarta-feira recebeu a notícia de que precisará de dez dias de tratamento para curar a virilha esquerda. Outros 19 atletas tiveram problemas semelhantes: Victor, Marcelo, Bruno Collaço, Lúcio, Gilson, Willian Magrão, Escudero, Borges, Diego Clementino, Gabriel, Rafael Marques, Vilson, Adilson, Maylson, Fábio Rochemback, Mateus Magro, Romário, Junior Viçosa e Carlos Alberto. Apenas dois titulares passaram ilesos aos 34 jogos da temporada: Rodolfo e Douglas. Algo que se reflete em campo, afinal, Renato Gaúcho não tem todos os atletas à disposição.

"É muito duro colocar só nas nossas costas. O atleta de alto rendimento está sujeito. Temos uma série de situações no clube, os parâmetros bioquímicos, que levam a tirar um atleta do treino, do jogo. É preciso entender que os jogadores não são máquinas", disse Flávio.

Leia tudo sobre: grêmiobrasileirão 2011lesões musculares

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG