Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Premiado, Conca quer ficar o resto da vida no Fluminense

Principal destaque da conquista do título brasileiro, meio-campista disse que também está esperançoso em conseguir uma vaga na seleção argentina

Gazeta Esportiva |

O argentino Darío Conca recebeu, nesta segunda-feira, o prêmio Bola de Ouro da revista "Placar" e da emissora "ESPN Brasil" para o melhor jogador do Campeonato Brasileiro das mãos do ex-volante Toninho Cerezo. O jogador, que também venceu a Bola de Prata como melhor meia, reforçou seu desejo de ficar no Fluminense, clube pelo qual foi campeão nacional no último domingo, ao vencer o Guarani por 1 a 0.

"Celso Barros (diretor da Unimed, patrocinadora do clube) demonstrou que quer que eu fique. Eu quero ficar por muito tempo. Quero ficar minha vida toda no Fluminense. É um lugar em que eu me sinto bem", contou Conca, que disputou todos os 38 jogos do clube carioca no Brasileirão, marcando nove gols.

Apesar das premiações e do destaque no futebol brasileiro, o meia ainda não foi convocado para a seleção argentina, nem pelo atual comandante Sérgio Batista, nem pelo seu antecessor, Diego Maradona. O assunto não o preocupa muito. "A Argentina conta com grandes jogadores e está bem servida. Por isso não tenho vaga, mas estou esperançoso. Se não acontecer, vou ficar feliz porque meu país está jogando um belo futebol", ponderou.

De olho na Libertadores do ano que vem, o argentino prometeu muito empenho com a camisa do Fluminense. "A gente vai honrar a camisa. Vamos tentar ganhar títulos, mas pode ter certeza que vamos trabalhar muito para dar alegrias ao Fluminense", afirmou.

Leia tudo sobre: fluminense

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG