Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Pratas da casa, corintianos vingam as eliminações na Libertadores

Júlio César e Dentinho, jogadores formados no clube, se lembram de disputas de 1999 e 2000

Bruno Winckler, iG São Paulo |

AE
Dentinho comemorou vitória sobre Palmeiras nos pênaltis na semifinal do Paulistão
Há mais de 10 anos, os ainda adolescentes Dentinho e Júlio César eram apenas torcedores corintianos que sonhavam em um dia defender as cores do time de coração. Sofreram, portanto, com a dupla eliminação diante do rival Palmeiras, nos pênaltis, nas edições de 1999 e 2000 da Libertadores. Neste domingo, de alguma forma, eles se sentiram vingados.

“Lembro daqueles jogos. Eu ainda estava começando na base do Corinthians, mas sofri como todos os torcedores. Hoje me senti recompensado por aquela tristeza que sofri naquele dia”, disse o goleiro Júlio César, que como Marcos naquela ocasião, deixou o gramado no domingo como herói pela defesa que permitiu a vitória corintiana nos pênaltis.

O goleiro se recorda dos jogos vencidos pelo Palmeiras após disputas equilibradas, mas ressalta que em ambos duelos, houve certa superioridade corintiana. Em 1999, cada uma das equipes venceu um dos jogos por 2 a 0 e a decisão foi para os penais. Em 2000, o Corinthians venceu o primeiro jogo por 3 a 2 e o Palmeiras fez 4 a 3 no segundo.

“A gente perdeu jogando melhor e foi muito doloroso. Hoje podemos não ter jogado bem, mas se for para ser campeão que continue assim. Jogando mal, mas ganhando o título”, disse Júlio César, que tinha 15 anos na época.

Dentinho, mais novo, com 10 anos na época, lembra ainda com mais dor daquelas partidas. “Chorei aquelas derrotas como todo corintiano. Foi muito ruim. Dois anos seguidos. E hoje a gente pôde dar o troco em grande estilo. Foi muito bom ganhar desse jeito”, disse Dentinho, que deixou o campo para dar lugar a Willian, que acertou uma das cobranças de pênalti contra Deola.

O Corinthians não passava por uma disputa de pênaltis desde a semifinal contra o Botafogo, na Copa do Brasil de 2008, no Morumbi. Daquela vez a equipe saiu vencedora como neste domingo. "Tinha tempo que a gente não passava por essa emoção toda. Foi minha primeira disputa como titular do Corinthians e estou feliz em ter ajudado o time a sair com a vitória. Mas eu espero evitar isso da próxima vez", brincou Júlio César.
 

Leia tudo sobre: CorinthiansPaulista 2011Dentinho

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG