Goleiro só será liberado se cicatrização no joelho permitir que ele execute bem os movimentos da perna

O Vasco tem uma dúvida para a estreia na Libertadores , quarta-feira, contra o Nacional-URU, em São Januário. O goleiro Fernando Prass , se recuperando de um corte no joelho esquerdo , foi informado que só será liberado se estiver em plenas condições. Fora de combate contra Bangu e Friburguense, o camisa 1 terá apenas dois dias de treino com bola antes da estreia do time na competição sul-americana.

Vasco terá gramado novo domingo, mas não nas perfeitas condições

Alessandro está ansioso pela estreia em São Januário
Hilton Mattos
Alessandro está ansioso pela estreia em São Januário
Prass se cortou na vitória de 3 a 1 sobre o Duque de Caxias , no último fim de semana. Dois dias depois, estava comprando uma joelheira para proteger o local. Os médicos e a comissão técnica, no entanto, só confirmarão a presença do jogador caso ele esteja 100% recuperado. O goleiro vem usando uma proteção para se sentir confiante nos movimentos. Mas sua performance nos treinos de segunda e terça darão uma definição melhor.

Enquanto isso, Alessandro o substitui diante do Friburguense. Aos 23 anos, o reserva de Prass passou a temporada de 2011 amargando o banco. Fernando Prass, conhecido pela fama de fominha , fez 135 partidas seguidas, quebrando o recorde de Rogério Ceni (132), sem dar brecha para seus suplentes.

Na estreia, contra o Bangu, Alessandro teve boa atuação. Sofreu um gol de pênalti, mas saiu de campo satisfeito. Depois de tanta espera, pôde, finalmente, vestir a camisa a camisa do Vasco em um jogo oficial.

“Agora será a vez de jogar em casa. Estou preparado e confiante”, disse o goleiro, que pela primeira vez será o titular em São Januário, já que o time volta a jogar em seu estádio após quase dois meses de reforma.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.