Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Pracidelli explica trabalho especial para recuperação de Marcos

Preparador de goleiros do Palmeiras diz que camisa 12 trabalhava menos do que os outros concorrentes

Danilo Lavieri, iG São Paulo |

Jogador diferenciado, trabalho diferenciado. É assim que Marcos foi tratado durante os quatro meses em que ficou afastado do gramado. Carlos Pracidelli, o preparador de goleiros, explicou que o camisa 12 tinha um trabalho completamente diferente para que ele pudesse voltar em boas condições na hora de defender a camisa do Palmeiras.

"É bom ouvir falar que o Marcos está retornando. Foi feito um trabalho diferenciado para que ele pudesse voltar e espero que seja um retorno duradouro. Temos um trabalho diferente, feito em parceria com o departamento médico. As cargas foram menores para ele do que para os outros goleiros", explicou Pracidelli.

Apesar de todo o esforço, ainda não é possível definir se ele já voltará como titular. Deola tem ocupado a posição de forma muito convincente e divide as opiniões. Pracidelli prefere não dar opinião e diz que a decisão final será de Felipão.

Em relação à parte psicológica, o preparador explica que Marcos está com uma cabeça muito boa e que momentos piores do que esse já foram superados. Ele faz questão de pedir calma com ele e que uma falha é algo completamente normal em um retorno de um jogador que está há tanto tempo sem atuar.

"Se ele for titular, ele precisará de três jogos para se sentir melhor. Mas tenho certeza que a cabeça dele está bem resolvida. O Marcos sempre foi muito importante para o grupo e sempre passou confiança para os outros goleiros também", disse ele, para depois completar sobre a possibilidade desse ser o último ano do camisa 12.

"Comigo ele nem tem coragem de falar disso. Ele tem contrato até dezembro e até lá ele precisa fazer o melhor. Se em dezembro o Palmeiras ou o Marcos resolverem não renovar, aí é outra situação. Em momento nenhum, eu tenho conversado sobre este ser o seu último ano, muito pelo contrário. Ele não tem problemas técnicos. Tem limitações físicas que vários jogadores já superaram", finalizou.

Leia tudo sobre: palmeirasmarcos

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG