Meia estava emprestado ao Independiente e tem mais dois anos de contrato com o clube paulista

O meia Matías Defederico está deixando o Independiente pela portas do fundo e terá seu destino decidido pelo Corinthians nos próximos dias. Alegando que o jogador foi "de férias" para o clube da grande Buenos Aires, o secretário geral do Independiente, Cristian Mattera, disse que o desempenho de Defederico foi muito aquém do esperado. De acordo com ele, por falta de profissionalismo.

Defederico comemora um dos seus gols pelo Independiente
AFP
Defederico comemora um dos seus gols pelo Independiente

Siga o iG Corinthians no Twitter e receba as notícias do seu time em tempo real

"As razões são de conhecimento público: (Defederico) veio de férias ao clube. Pagamos um salário de primeiro nível, mas aqui ele fez poucos jogos. Parece que veio aqui para curtir uma viagem de formatura", disse Mattera, ao jornal argentino Olé. O clube argentino deve três meses de salário.

Entre para a torcida virtual do Corinthians e convide seus amigos para entrarem também

Defederico ganhava R$ 7 mil no Huracán, antes de fechar com o Corinthians, em 2009. Com um salário de R$ 60 mil no clube paulista, o jogador de 21 anos não conseguiu repetir no Brasil, nem no seu retorno à Argentina, as boas atuações que teve no início de carreira.

O Corinthians já foi informado que terá de receber Defederico de volta, mas ainda não sabe o que será feito dele. Seu contrato com o clube paulista é válido até agosto de 2013. Se não conseguir reemprestá-lo, terá de treinar no CT do Parque Ecológico. Na quarta-feira, ele esteve no local, mas de acordo a assessoria de imprensa corintiana, apenas para resolver questões burocráticas.

Ao longo de todo o período que esteve no Corinthians, nunca se firmou e o técnico Adílson Batista, durante sua passagem pelo clube, chegou a dizer que a diretoria "comprou gato por lebre", quando pagou R$ 4 milhões pelo jogador.

Sem espaço com Tite, Defederico foi emprestado ao Independiente em janeiro, mas ele só esteve em 10 dos 27 jogos feitos pelo clube nesse semestre. Segundo o Olé, o meia não jogou os 90 minutos em nenhum desses jogos e marcou dois gols. “Me sinto em dívida com a torcida. Queria ter a chance de me recuperar no próximo campeonato", disse Defederico, há uma semana, ao Olé, antes da sua dispensa.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.