Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Possível reforço são-paulino, Forlán vive pior momento na Espanha

Jornal espanhol destaca frequência com que o atacante tem ficado no banco e insatisfação com o treinador

Levi Guimarães, iG São Paulo |

Especulado como mais um reforço bombástico do São Paulo para a temporada 2011, o atacante Diego Forlán vive seu pior momento desde que chegou ao futebol espanhol, em 2004. A temporada 2010/2011 já é, de longe, aquela em que o jogador mais vezes começou no banco de reservas do Atlético de Madri. Além disso, mesmo quando começa jogando, ele é substituído com frequência.

Esse menor aproveitamento tem provocado conflitos com o técnico da equipe, Quique Flores. “O atacante uruguaio está vendo ultimamente como é passar do rótulo de estrela intocável para o de jogador dispensável”, diz uma reportagem publicada nesta quinta-feira no site do jornal espanhol Marca.

O jornal destaca que, desde quando defendia o Manchester United, entre 2002 e 2004, Forlán nunca havia ficado tantas vezes no banco de reservas. Na atual temporada, isso já aconteceu em sete ocasiões. Nos três anos que defendeu o Villareal, o máximo de jogos na reserva em uma temporada foi de três.

Getty Images
O atacante uruguaio não faz uma boa temporada no Campeonato Espanhol

Pelo Atlético, nas três temporadas anteriores somadas o número chegou aos mesmo sete atuais, que ainda podem aumentar até o final do Campeonato Espanhol. E a situação chama ainda mais a atenção pelo fato de que a decisão nunca foi tomada por conta de problemas físicos, apenas por um suposto cansaço diagnosticado pelo treinador.

“Forlán está fazendo um super esforço”, disse Quique, defendendo que o jogador precisava de descanso após o “brutal esforço que teve na Copa do Mundo”, quando ajudou o Uruguai a chegar às semifinais e acabou eleito o melhor jogador do torneio.

Das 23 partidas partidas que o atacante começou como titular, em apenas 13 ele ficou em campo durante todos os 90 minutos. Na última das dez vezes que foi substituído, contra o Sevilla, ele deixou clara sua insatisfação ao não cumprimentar o treinador e sequer sentar no banco para acompanhar o final da partida.

O número de gols de Forlán na atual temporada também mostra sua queda de rendimento. Até agora, ele marcou oito vezes, contra 18 na temporada 2009/2010, 32 em 2008/2009 e 16 em 2007/2008. Nesta quinta-feira, ele sequer participou do treino do Atlético, por conta de uma inflamação na tíbia esquerda.

Leia tudo sobre: são pauloforlánatlético de madriespanha

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG