Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Pós-Ronaldinho, Flamengo acumula micos

Exceção é o título carioca invicto. Má administração vai da Taça das Bolinhas até a saída de Marquinhos

Thales Soares, iG Rio de Janeiro |

AE
Ronaldinho comemora um gol com a camisa limpa, sem patrocinador master
A contratação de Ronaldinho Gaúcho em janeiro foi verdadeiro gol de placa da diretoria do Flamengo. Mas, desde então, a sequência de micos, decisões erradas e planejamento equivocado parece interminável. Desde a Taça das Bolinhas até a saída de Marquinhos para o Vitória, a exceção é a conquista do título carioca invicto, o que, pelo ditado, parece confirmar a regra.

iG Flamengo no Twitter: saiba tudo sobre seu time

Com o próprio Ronaldinho, o mico começou. Lá se vão cinco meses da contratação do craque e até agora a diretoria não conseguiu fechar com um patrocinador. BMG, que estampa sua marca nas mangas, e Tim, que vai dentro dos números das camisas, já haviam acertado com o clube antes da chegada do jogador.

Entre para a Torcida Virtual do Flamengo e convide seus amigos

Taça das Bolinhas – O Flamengo festejou o fato de a CBF reconhecê-lo como um dos campeões brasileiros de 1987, ao lado do Sport. Desde então, a diretoria tenta resgatar o troféu, que está em posse do São Paulo. A Justiça, agora, obrigou a entidade máxima do futebol brasileiro a revogar a decisão que havia legitimado o clube como primeiro pentacampeão do país.

Falta de patrocinador – Depois de um acordo com a Traffic, parceira na contratação de Ronaldinho, o Flamengo ficou refém da agência no acerto com patrocinadores. Há valores mínimos em contrato para que a empresa receba bônus, além da comissão pelo agenciamento. Os sonhados R$ 30 milhões foram por água abaixo e o clube pode terminar o ano com a camisa em branco.

Eliminação da Copa do Brasil – O Flamengo perdeu apenas um jogo no ano, mas custou caro. No compromisso seguinte à conquista do título carioca, o time foi derrotado pelo Ceará, por 2 a 1, no Engenhão. Depois, empatou em 2 a 2 no Ceará e ficou fora da Copa do Brasil, principal competição do primeiro semestre. Pior do que isso, ainda viu o Vasco ser campeão e se classificar para Libertadores do ano que vem.null

Juan por Júnior César – Depois de dispensar Juan, em fim de contrato, em dezembro de 2010, o Flamengo contratou Júnior César, que era reserva do ex-jogador do Flamengo no São Paulo, para ser a solução dos problemas da lateral esquerda, recebendo um salário acima dos R$ 200 mil.

Confusão por Aírton – Anunciado oficialmente pelo site oficial do Flamengo no dia 10 de junho, o volante, ex-Benfica, ainda não se apresentou. A justificativa do vice-presidente de futebol, Luiz Augusto Veloso, é de que o clube esperava a abertura da janela de transferências no dia 20 (segunda-feira), quando o jogador voltou a Portugal para resolver pendências. A previsão, não confirmada pela diretoria, é de que ele seja apresentado no dia 27.

Fernando – O volante teve seu contrato renovado no fim do ano passado até dezembro de 2011. Depois do empate em 3 a 3 com o Bahia, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro, ele foi encostado pelo técnico Vanderlei Luxemburgo e está fora dos planos.

Falta elenco – Com o atraso de Aírton e o afastamento de Fernando, Luxemburgo está sem opções para substituir Willians, suspenso, no jogo com o Atlético-MG. Só resta Luiz Antônio, de 20 anos, que fez sua estreia no segundo tempo do clássico com o Botafogo, e Muralha, que está com o time sub-20 no Peru e deve voltar ao Rio na quarta-feira.

Gêmeos na berlinda – A diretoria do Flamengo ainda não conseguiu renovar os contratos de Anderson e Alex, irmãos gêmeos que foram campeões da Copa São Paulo de Futebol Júnior, e pode perder os jogadores, que jogam de lateral-esquerdo e direito, respectivamente. Eles sequer viajaram para a disputa da Libertadores por isso e têm compromisso até dezembro.

AE
Deivid marcou sete gols nesta temporada
Sem ataque – O Flamengo sofre com Deivid, Wanderley e, numa proporção menor, com Diego Maurício. A diretoria ainda não conseguiu contratar um jogador de peso para a posição. Adriano foi ignorado no começo do ano, o CSKA Moscou sequer deu atenção à proposta do clube por Vagner Love e o Dínamo de Kiev vem enrolando sobre a situação de André. Agora, os dirigentes resolveram comprar briga por Kleber, do Palmeiras, que pode completar sete jogos no dia 30 e ficar impedido de jogar em outro time no Brasileiro.

Marquinhos – No ano passado, o Flamengo brigou intensamente pela permanência do jogador com o próprio Vitória. Agora, chegou a um acordo para que ele seja liberado para disputar a Série B pelo clube baiano.

Leia tudo sobre: FlamengoBrasileirão 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG