Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Portuguesa vai tomar posição sobre o C13 em cima da hora

Clube quer esperar reunião da entidade em 11 de março para decidir maneira de negociar os direitos de TV

Gazeta |

A Portuguesa ainda não decidiu que posição tomar em relação às negociações dos direitos de transmissão do Campeonato Brasileiro para o período entre 2012 e 2014. De acordo com o presidente Manuel da Lupa, o clube quer esperar a reunião do Clube dos 13 em 11 de março para decidir se vai negociar independentemente ou por meio da entidade. Nesta mesma data, serão abertos os envelopes da licitação e anunciada a empresa vencedora.

Até agora, Corinthians, Coritiba, Botafogo, Flamengo, Fluminense, Vasco, Grêmio, Cruzeiro, Santos e Palmeiras avisaram que vão conversar sozinhos com as emissoras de televisão interessadas. Internacional e Vitória anunciarão suas posições nesta quinta-feira, enquanto São Paulo, Atlético-MG, Bahia, Sport, Atlético-PR e Goiás estão fechados com o C13. O Guarani acabou de reeleger o presidente Leonel Martins e ainda não se pronunciou.

Da Lupa afirmou que está ouvindo muita coisa por meio da imprensa, tanto das agremiações que já romperam com o C13, quanto do presidente Fábio Koff e da TV Globo, mas quer sentar em uma mesa para "lavar roupa suja" e ouvir as pessoas falarem.

"Enquanto o C13 não contar a realidade a todos os associados, também estamos sem saber. Temos que pensar em um todo, como vai ser quando um grande jogar contra um médio, um pequeno, precisamos analisar tudo isso. Tem que saber se realmente estão buscando o melhor valor para o futebol. Ouço que a Globo está fazendo contatos separados, mas será que pode?", indagou o presidente. Segundo o mandatário, a decisão não é apenas dele, pois o Conselho Deliberativo do clube precisa ser consultado.

Os clubes que se afastaram do C13 alegam irregularidades na concorrência formulada pelo diretor executivo Ataíde Gil Guerreiro, ao lado dos presidentes de Botafogo, Santos, Atlético-MG e Bahia. Da Lupa preferiu não comentar o processo, pois não esteve envolvido, mas acredita que toda licitação é democrática.

Com o mesmo argumento, a TV Globo informou que não vai participar da concorrência, o que desagrada o presidente luso. "Eu acho que a Globo está há muito tempo, já fez uma estrutura interna inteira voltada ao futebol. Ela tem uma condição maior", comentou.

Leia tudo sobre: PortuguesaClube dos 13C13Globo

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG