Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Portuguesa tenta trazer lado positivo do Canindé para decisão na Série B

TIme encara o Ipatinga em casa e pode chegar ao G4 se vencer e o América-MG tropeçar

Gazeta Esportiva |

A relação da Portuguesa com o Canindé - e, por consequência, com sua torcida - tem sido ambígua nos últimos anos. A exigente massa às vezes age como força motriz do time quando o ambiente é bom, mas também pode se transformar em um peso para o desequilíbrio diante de problemas dentro de campo. Para a decisão deste sábado, contra o Ipatinga, o time busca o lado positivo de sua arena.

"Dá segurança e ânimo jogar no Canindé em um momento de decisão. Vamos contar com a nossa torcida, que apoia quando está tudo bem, mas que também pode aumentar a pressão. Então, precisamos trazer o lado positivo para fazer valer o mando de campo", apontou o meia e capitão Marco Antônio. A expectativa é de bom público para as 17 horas (de Brasília) de sábado.

Contra o Ipatinga, a Portuguesa decide seu futuro na Série B do Campeonato Brasileiro: pode até chegar ao G4 se vencer e contar com vitória do Sport sobre o América-MG. Por outro lado, praticamente dá adeus à briga pelo acesso se tropeçar. O técnico Sérgio Guedes também crê em apoio das arquibancadas, mas vai além: vê vantagem de atuar dentro de casa por prever como o rival vai se comportar.

"Jogar em casa é um fator favorável para nós, porque quase sempre você sabe a estratégia que o adversário vai usar: vai jogar na defesa, com a marcação atrás da linha da bola. Vai contar com a pressão da nossa torcida e, provavelmente, terá um ou dois velocistas", explicou, já de olho no contra-ataque do Ipatinga. "Precisamos contar com isso e sermos mais eficientes."

Assim, ele prepara a equipe emocionalmente para se controlar em um momento de extrema importância da Segundona, mas também quer atitude em campo para empolgar a torcida e acuar o rival. "Temos que ter muita posse de bola e ser agressivos. Dominar o tempo todo e não agredir o rival não adianta. Por isso, jogar em casa é muito importante", complementou o comandante.

Leia tudo sobre: futebolportuguesasérie b

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG