Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Portuguesa prepara "caça" coletiva para anular Lucas no domingo

"Alguém deve sempre caçá-lo porque ele tem qualidade e é rápido", avisou o volante Ferdinando

Gazeta |

Ferdinando é o volante da Portuguesa que mais compõe o setor em que Lucas, do São Paulo, costuma atuar. Mas ele nem sabe quem é Everton Sena, jogador do Santa Cruz que irritou o são-paulino ao marcá-lo individualmente, seguindo-o por todos os lados do campo. A Lusa vai dividir a responsabilidade de parar o meia.

"Não assisti ao jogo, mas sei que o Lucas sofreu uma marcação individual", admitiu Ferdinando, duvidando que Jorginho o mandará fazer o mesmo. "A equipe deles é muito rápida na frente. Mas, a princípio, vamos marcar por setor, como temos jogado", apostou.

O camisa 7 do São Paulo, entretanto, não terá vida fácil. Em vez de ter somente um adversário na sua cola durante toda a partida, o destaque do clube do Morumbi terá que enfrentar vários rivais prontos para fazer pressão antes mesmo de ele tocar na bola.

"É necessário alguém com ele onde ele estiver, por onde ele cair. Precisamos de atenção, não podemos dar espaço. Alguém deve sempre caçá-lo porque ele tem qualidade e é rápido", contou Ferdinando.

A estratégia será utilizada também para anular os outros rápidos jogadores do setor ofensivo são-paulino. "Eles têm o Lucas, o Dagoberto, o Fernandinho. Precisamos encurtar espaço para não deixá-los pensar. E evitar a bola parada, porque eles têm batedores como o Rogério Ceni", apontou Ferdinando.

A preocupação de Jorginho é que seus comandados não se fixem em marcar Lucas e deixem outros adversários livres. O treinador lembra que, embora o camisa 7 não tenha atuado nessa quarta-feira contra o Goiás, não é certo que o garoto estará em campo neste domingo, na Arena Barueri, pelas quartas de final do Paulistão.

"Se Deus me livre ele sofre um estiramento, que pode acontecer, o São Paulo não é só o Lucas. Tem um grande goleiro, que muitas vezes soluciona fazendo gol de falta, e outros grandes jogadores. Precisamos ter cuidado com todos", apontou o técnico.

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG